SC terá novas medidas contra Covid-19 nas escolas; veja o que muda

Portaria com as novas regras deve ser publicada no Diário Oficial do Estado nos próximos dias

Na tarde desta quinta-feira (29), uma reunião entre Secretaria de Estado da Educação (SED), Secretaria de Estado da Saúde (SES) e outras 12 entidades encaminhou mudanças nas medidas de combate à pandemia da Covid-19 nos ambientes escolares em Santa Catarina.

Reunião do comitê de retomada das aulas presenciais aconteceu de maneira virtual – Foto: Divulgação/SEDReunião do comitê de retomada das aulas presenciais aconteceu de maneira virtual – Foto: Divulgação/SED

Uma das medidas anunciadas é o início de um projeto-piloto para testagem de casos suspeitos nas escolas, que será feito por meio de um termo de cooperação entre SED e SES. No caso de suspeita, a equipe gestora da escola deverá encaminhar o aluno, professor ou servidor para realização de teste em um Posto de Saúde do município. Durante o segundo semestre, a testagem será feita nas regiões que apresentarem maiores índices de contaminação pela Covid-19.

“Precisamos colocar o que há de mais moderno. Se alunos e professores forem afastados por suspeita de contaminação, será possível acelerar o retorno às atividades presenciais com os testes. Santa Catarina terá processo de biossegurança moderno”, disse o secretário de Educação Luiz Fernando Vampiro.

Também foi definido que haverá diminuição do distanciamento entre estudantes nas salas de aula, de 1,5 metro para 1 metro. Segundo a SED, o objetivo é aumentar a capacidade de atendimento presencial.

Distância entre alunos será diminuída para um metro – Foto: Ana de Mattia/Decom/NDDistância entre alunos será diminuída para um metro – Foto: Ana de Mattia/Decom/ND

Além dessas medidas, haverá uma abertura gradativa das escolas para recebimento de projetos externos. Para realizar suas apresentações, os grupos deverão apresentar um projeto ao comitê de retomada das aulas presenciais.

A portaria com todas essas alterações deve ser publicada no Diário Oficial do Estado nos próximos dias. A partir de então, as escolas terão um mês para se adequar às novas regras.

De acordo com a SED, esse prazo foi estabelecido para respeitar as especificidades e o tempo de adaptação das escolas, cada uma de acordo com a sua realidade.

Participaram da reunião representantes da Secretaria de Estado da Educação, da Superintendência de Vigilância em Saúde, Ministério Público de Santa Catarina, União dos Dirigentes Municipais de Educação, Defesa Civil, Federação Catarinense de Municípios, Procuradoria Geral do Estado, Conselho Estadual de Educação, União Nacional dos Conselhos Nacionais de Educação, Fundação Catarinense de Educação Especial, Tribunal de Contas do Estado e Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

+

Educação

Loading...