Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Secretário da Educação recebe hoje Diretoria do Sinte-SC

Será a primeira audiência para tratar do retorno as aulas presenciais

O novo secretário da Educação, deputado Luiz Fernando Vampiro, terá hoje, as 19horas, a primeira audiência com os diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Educação-Sinte.

Na pauta, o inicio do ano letivo com o retorno as aulas presenciais e esquema de revezamento, além da polêmica greve decretada para o dia 18 de fevereiro.

Secretário anunciou as prioridades da Educação – Foto: Grupo NDSecretário anunciou as prioridades da Educação – Foto: Grupo ND

Um moderno, seguro e ambicioso plano de volta as aulas na rede pública estadual foi montado pela equipe técnica da Secretaria da Educação e já está sendo executado. As atividades escolas, presenciais e virtuais, começam mesmo nesta quinta-feira, dia 18 de fevereiro.

O projeto é considerado um dos melhore do Brasil, embora com a marca da complexidade.  Prevê ensino remoto para os pais que desejarem manter seus filhos em casa. Neste caso, receberão orientação didática, internet de graça e, nos locais onde não houver rede, material escolar impresso. A entrega está sendo feita a domicílio para os pais que assinarem termo de responsabilidade.  Eles terão também merenda escolar, cujo fornecimento será controlado.

O ensino presencial acontecerá com regras de distanciamento e proteção da saúde dos estudantes, professores e servidores.

Estas informações foram dadas pelo novo secretário da Educação, deputado Luiz Fernando Vampiro, durante entrevista no Conexão ND, exibido na Record News.  Ele elogiou o grupo técnico da secretaria e a qualidade do plano de volta as aulas.

Focado nas ações da pastas, disse que sua gestão terá três prioridades: valorização dos professores, reforma das escolas estaduais e melhoria do índice de aproveitamento dos alunos.