Senai abre mais de mil vagas para curso de segurança digital

As inscrições para o programa de capacitação, que é realizado 100% online, vão até a quarta-feira (10), quando começa a maraton classificatória

O Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) está com vagas abertas para capacitação em segurança digital. São 1.300 vagas em todo o país e as inscrições para o programa, que é realizado 100% online, vão até a quarta-feira (10).

casa SenaiAs etapas acontecem até o dia 31 – Foto: Senai/Fiesc

A maratona classificatória ocorre de 10 a 31 de março. A área de segurança digital tem gerado diversas oportunidades de carreira, atualmente.

O curso acontece em quatro fases. A primeira etapa, em março, é o Learn-A-Thon. Com três semanas de duração, os melhores alunos vão concorrer a 1.300 bolsas gratuitas para formação profissional.

Confira todas as etapas do programa:

Capacitação Profissionalizante de Alunos

Os selecionados serão capacitados no curso profissionalizante focado em redes. Esta fase também incluirá formações complementares em conjunto com parceiros educacionais do Cisco Networking Academy.

Capacitação de Instrutores

O programa também incluirá a formação de professores no novo curso Network Security. O objetivo desta fase é criar uma cadeia sustentável de educadores brasileiros em Segurança Cibernética. Os instrutores atuarão como multiplicadores de conteúdo da Networking Academy nas suas instituições.

Oportunidade de Estágio e Emprego

Na última fase, os melhores alunos poderão colocar em prática os conhecimentos adquiridos em um programa de estágio ou emprego. As oportunidades serão oferecidas por parceiros e clientes.

Segundo Fabrizio Machado Pereira, diretor de Educação e Tecnologia da Fiesc (Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina), essa área vem se consolidando como um dos principais ofertantes de tecnologia da informação e comunicação e está alinhado às principais demandas do mercado.

“A área de segurança digital é uma das que mais crescem e das que mais possuem vagas abertas no país”, explica.

+

Educação