UFSC possibilita cadastro de novos servidores como grupo de risco

Servidores e docentes com deficiências e aqueles que coabitam com pessoas com comorbidades passam a compor o Painel do Grupo de Risco

A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) informou nesta quarta-feira (24), por meio de ofício circular, que servidores e docentes com deficiências poderão ser cadastrados como membros do grupo de risco na estrutura organizacional da universidade.

A medida vale também para aqueles que coabitam com pessoas pertencentes ao grupo de risco de contágio para a Covid-19.

UFSC acrescentou novos servidores no Grupo de Risco em caso de volta das atividades presencias – Foto: Henrique Almeida/UFSC/DivulgaçãoUFSC acrescentou novos servidores no Grupo de Risco em caso de volta das atividades presencias – Foto: Henrique Almeida/UFSC/Divulgação

Com a mudança, outras especificidades passam a compor o Painel do Grupo de Risco, ferramenta on-line acessível a gestores.

A plataforma aponta quais as pessoas que não podem trabalhar presencialmente durante a pandemia e quais os fatores que as colocam nesse grupo.

Leia também:

De acordo com as recomendações científicas seguidas pela UFSC e com as Normativas do Ministério da Economia, já não poderiam trabalhar presencialmente pessoas:

  • com 60 anos ou mais;
  • com imunodeficiências ou com doenças preexistentes crônicas ou graves;
  • que dividam a mesma habitação com pessoas com suspeita ou confirmação de Covid-19;
  • gestantes;
  • lactantes e pessoas com filhos ou dependentes em idade escolar.

Agora, após uma Nota Técnica emitida pela Procuradoria Federal junto à UFSC, a universidade poderá delimitar outros grupos de servidores, bem como as pessoas com deficiência e aquelas que coabitam com pessoas com riscos maiores de complicações associadas à Covid-19.

A medida servirá para subsidiar o planejamento da Administração Central e gestores quando for possível retornar às atividades presenciais.

A UFSC anunciou, também na quarta-feira, que o ensino deve ser retomado já em julho. No entanto, as atividades presenciais ainda não têm previsão de retorno.

Servidores com deficiência

Para solicitar a realização de trabalho remoto, estes servidores deverão encaminhar solicitação por meio do preenchimento de autodeclaração, pelo formulário disponível no site. A autodeclaração deve ser encaminhada para o e-mail pcd.prodegesp@contato.ufsc.br.

Ela será analisada por equipe multidisciplinar especializada juntamente com o questionário, que deve ter sido respondido anteriormente pelo servidor com deficiência. As informações coletadas servirão para mapeamento da situação dos servidores com deficiência na UFSC.

Coabitação

Os servidores docentes e técnico-administrativos que coabitam com pessoas que se enquadram nos grupos de risco poderão solicitar o trabalho remoto.

A solicitação é feita por meio de autodeclaração disponibilizada no site e envio dos documentos solicitados na autodeclaração para os e-mails discriminados abaixo:

  • 60 anos ou mais: cadastro.dap@contato.ufsc.br;
  • Imunodeficiências ou com doenças preexistentes crônicas ou graves, relacionadas em ato do Ministério Saúde: coronavirus.das@contato.ufsc.br;
  • Gestante: diss.prodegesp@contato.ufsc.br;
  • Lactante: cadastro.dap@contato.ufsc.br;
  • Pessoa com deficiência: coronavirus.das@contato.ufsc.br.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Educação