UFSC reconhece línguas indígenas como idioma estrangeiro no acesso à pós-graduação

Medida consta na nova Resolução Normativa e foi aprovada em reunião do Conselho Universitário nesta terça-feira (14)

A UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) aprovou o reconhecimento das línguas indígenas como idioma estrangeiro no processo de acesso à pós-graduação.

UFSC reconhece línguas indígenas como idioma estrangeiro no acesso à pós-graduação – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/NDUFSC reconhece línguas indígenas como idioma estrangeiro no acesso à pós-graduação – Foto: Anderson Coelho/Arquivo/ND

A resolução foi aprovada nesta terça-feira (14) em reunião do Conselho Universitário da instituição.

A medida consta no parágrafo quinto do artigo 44 da nova Resolução Normativa dos cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) da UFSC.

“Para alunos indígenas brasileiros, falantes de português e uma língua indígena, a mesma poderá ser considerada como equivalente a idioma estrangeiro para fins de proficiência, mediante aprovação do Colegiado”, diz o texto.

A nova Resolução Normativa da pós-graduação vem sendo debatida pelo Conselho Universitário, que revisa, periodicamente, as legislações internas da instituição.

A votação da minuta de resolução deve ser concluída na sessão do Conselho Universitário marcada para a próxima sexta-feira (17).

História das mulheres de SC nas escolas

O PL (projeto de lei) que inclui como atividade extracurricular das escolas catarinenses a “História das Mulheres do Campo e da Cidade de Santa Catarina” foi aprovado na sessão ordinária desta terça-feira na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina).

O PL 86/2019, de autoria da Bancada Feminina da Alesc, inclui como conteúdo transversal, no currículo das escolas públicas e privadas, o estudo da história das mulheres catarinenses.

+

Educação

Loading...