Servidores retornam à UFSC, mas alunos ainda não terão aulas presenciais

‘Pré-Fase 2’ permite o retorno do trabalho presencial para os servidores e técnicos administrativos de forma gradual, conforme a liberação dos espaços físicos que estão sendo preparados

Os preparativos para o retorno gradual das atividades presenciais na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). A ‘Pré-Fase 2’ permite o retorno do trabalho presencial para os servidores e técnicos administrativos de forma gradual, conforme a liberação dos espaços físicos que estão sendo preparados para isso. De acordo com a universidade, 73% dos servidores estão com o esquema vacinal completo.

Servidores retornam à UFSC, mas alunos ainda não terão aulas presenciais – Foto: Divulgacão/JusCatarina/NDServidores retornam à UFSC, mas alunos ainda não terão aulas presenciais – Foto: Divulgacão/JusCatarina/ND

Segundo o reitor da UFSC, Ubaldo Cesar Balthazar, “começamos nesta segunda-feira (30) um sistema que visa preparar a universidade para o retorno massivo dos estudantes. Estamos numa situação em que ainda se transmite o vírus. Então, nós temos que ter muito cuidado com esse retorno. Vamos ter um pouquinho mais de paciência”.

Os ambientes vão receber materiais de orientação sobre o uso dos espaços. Para monitorar a situação da pandemia na universidade, também foi criado um painel de dados. Qualquer pessoa vai poder acessar o sistema. Os dados ainda estão sendo atualizados.

Para acessar o local de trabalho, é obrigatório o uso de máscaras e a higienização das mãos. A universidade também vai implantar uma política de testagem como medida de segurança sanitária.

A previsão é que em outubro deste ano, os alunos do Colégio de Aplicação e do NDI (Núcleo de Desenvolvimento Infantil) voltem para as aulas presenciais. Os estudantes de graduação e da pós-graduação devem continuar este ano com as aulas remotas.

Só as atividades práticas que não podiam mais ser adiadas, como estágios dos cursos de Odontologia e Direito, por exemplo, foram autorizadas a retornar. Desde o ano passado, os quase 40 mil estudantes da UFSC estão tendo aulas remotas por causa da pandemia.

A estudante Valéria Sofia Bagatini André está na quinta fase do curso de Ciências da Informação. Ela queria aproveitar essa modalidade de ensino para adiantar algumas disciplinas, mas não conseguiu se adaptar.

“Eu não tenho o espaço de sala de aula, o silêncio de uma sala de aula, o espaço de tá prestando atenção. Eu tenho uma filha pequena. Então, várias vezes eu precisei interromper as aulas para poder dar atenção para ela”, contou Valéria.

Se os resultados da Pré-Fase 2 forem positivos, a universidade vai poder avançar para a Fase 2, onde está previsto o modo semipresencial. Para os alunos que precisarem de atendimento presencial neste momento, a orientação é fazer contato com o curso antes de se dirigir ao campus.

“Cabe aos alunos também avaliarem as condições objetivas deles para vir aqui. A necessidade de vir até a universidade para encontros de discussão técnica com seus professores”, afirmou o reitor Balthazar.

Veja mais detalhes sobre o retorno das atividades na reportagem do Balanço Geral Florianópolis.

+

BG Florianópolis

Loading...