Veja a data para o retorno das aulas presenciais em Biguaçu

Retorno programada para a próxima quarta-feira (10) foi prorrogada para o dia 29 de março na rede municipal

A retomada das atividades presenciais na rede municipal de ensino em Biguaçu, município da Grande Florianópolis, foi prorrogada para o dia 29 de março. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (5).

Sala de aula vaziaVeja a data para o retorno das aulas presenciais em Biguaçu – Foto: PMA/Divulgação/ND

Segundo a Prefeitura de Biguaçu, o adiamento do retorno em relação à data divulgada anteriormente para quarta-feira (10), leva em consideração uma série de fatores relacionados em garantir a segurança da comunidade escolar.

Alguns dos motivos para postergar o retorno são: a necessidade de aquisição dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), o agravamento da pandemia de Covid-19, a alta taxa de ocupação dos leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) nos hospitais do Estado, e a estrutura física das unidades de ensino.

Conforme a Prefeitura, o município já adquiriu equipamentos de proteção, por exemplo, máscaras de pano (cinco para cada servidor e cinco para cada aluno – com idade igual ou superior a seis anos), Face Shield para profissionais da educação, luvas látex, álcool em gel e termômetros.

Porém, nenhum dos itens foi entregue e necessita de alguns dias para que tudo seja disponibilizado, causando motivos para a prorrogação do retorno das atividades presenciais.

Problemas na estrutura física das escolas

Ainda segundo a Prefeitura, desde a última segunda-feira (1°), o volume intenso de chuva alagou e prejudicou as unidades escolares. Há alguns reparos a serem feitos para resolver os problemas, por exemplo, sem água nas torneiras e banheiros.

“Nos últimos dias houve um crescente número de suspeitos no âmbito das unidades escolares. Como recomendação da Vigilância Epidemiológica, algumas unidades mantiveram-se e/ou se mantém fechadas por alguns dias, nos casos em que há um número de servidores suspeitos excede o permitido”, destacou a Semed (Secretaria Municipal de Educação), em nota.

O secretário municipal de Educação, Oscar Silva Neto, salienta que há o entendimento por parte do Poder Público Municipal de que as atividades educacionais presenciais são essenciais, mas que ainda não há total segurança para que o retorno aconteça.

“Tão logo os EPIs comecem a chegar, as unidades escolares serão equipadas para, daí sim, receber alunos e servidores com tranquilidade”, afirmou o secretário.

No entanto, a Prefeitura indica a manutenção do revezamento entre servidores nas unidades para garantir atendimento para garantir atendimento, em período integral, aos alunos e que as atividades remotas sejam mantidas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Educação