Veja o que muda em Blumenau com as novas portarias de volta às aulas presenciais

Documentos foram editados pelo governo do Estado de Santa Catarina para permitir retorno aos bancos escolares mesmo nas regiões em risco grave de transmissão da Covid-19

O governo do Estado de Santa Catarina editou duas novas portarias para permitir a volta às aulas presenciais nas regiões em nível grave de transmissão da Covid-19. A mudança permite, por exemplo, que as escolas públicas e privadas de Blumenau voltem a receber estudantes.

Porém, algumas exigências se mantêm para o retomada. Primeiro, a necessidade do plano de contingência com regras sanitárias para garantir a segurança de alunos e professores. Segundo, a obrigatoriedade do escalonamento no retorno das atividades presenciais.

Além disso, a decisão final pela volta ou não aos bancos escolares é dos pais ou responsáveis pelos estudantes. Se considerarem o mais prudente, eles podem optar pela continuidade no regime de atividades não presenciais.

Imagem de uma sala de aula. Na frente do quadro aparece o professor usado máscara. Nas mesas estão dois alunos, um garot o e uma garota também de máscara e com distanciamento. Na rede estadual atividades devem recomeçar na quinta (26) – Foto: CRE Blumenau / SED / Arquivo

Rede estadual

Na rede estadual, a expectativa é de que os primeiros colégios reabram a partir de quinta-feira (26). O governo ainda não sabem pontuar quais irão retornar, pois deve iniciar a mobilização de professores e alunos nesta quarta (25).

Entretanto, acredita que as escolas Santos Dumont, no Garcia, e Max Tavares do Amaral, na Itoupava Norte, devem ser as primeiras a voltar. O trabalho presencial é um apoio pedagógico aos alunos com dificuldade no aprendizado e as atividades regulares seguem na plataforma on-line.

Rede municipal

Na rede municipal de Blumenau a situação é diferente. Apesar da liberação prevista nas novos portarias estaduais, o Sintraseb (Sindicato dos Servidores Públicos) conseguiu uma liminar na Justiça barrando às atividades presenciais nas escolas da prefeitura.

A decisão foi proferida no dia 13 de novembro pelo juiz Raphael de Oliveira e Silva Borges, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Blumenau. O município tem direito de recorrer, mas até esta terça-feira (24) ainda não pediu revisão da medida. Com isso, não há perspectiva de data para retomada.

Particulares

As unidades de ensino privadas estão liberadas a reabrirem, desde que tenham aprovação do plano de contingência junto ao comitê municipal de enfrentamento à Covid-19. Nos colégios Energia, Barão e Shalom as atividades foram retomadas já nesta terça-feira (24).

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Educação