Veja vídeo de saudação nazista que terminou com a suspensão de alunos em escola de SC

Seis estudantes foram suspensos após ato de apologia ao nazismo em escola de Criciúma; caso veio à tona no mesmo dia em que professor foi demitido após exibir vídeo com temática LGBTQIA+ na cidade

Um vídeo que mostra alunos do 9º ano do ensino fundamental de uma escola de Criciúma, no Sul de SC, fazendo uma saudação nazista levou à suspensão dos estudantes, segundo nota oficial da SATC (Colégio da Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina).

As imagens circularam na internet nesta quinta-feira (26) e mostram o ato de apologia ao nazismo durante a chegada de um adulto na sala de aula.

Os alunos fizeram uma brincadeira durante o intervalo da aula. – Foto: Redes sociais Os alunos fizeram uma brincadeira durante o intervalo da aula. – Foto: Redes sociais 

As imagens foram feitas há cerca de três meses, porém, só nesta semana, através de uma conta ‘fake’, foram divulgadas. Ao tomar conhecimento do conteúdo, a SATC suspendeu os alunos e emitiu uma nota oficial sobre o caso.

“Apologia ao nazismo é crime! Repudiamos e não compactuamos de nenhuma forma com tais atitudes. Deste modo, as providências cabíveis foram tomadas, com a suspensão de alunos, advertências e a realização de uma reflexão sobre o nazismo e o quanto esse regime foi pavoroso para a história humana”, informa a nota.

Seis alunos teriam participado de saudação nazista

Ao menos seis alunos aparecem nas imagens participando do ato de apologia ao nazismo. Quando um homem chega na sala, eles se levantam e reproduzem o gesto nazista. A SATC informou que os alunos confirmaram terem participado da saudação e foram suspensos na quarta-feira (25).

De acordo com a lei 7.716/1989, a apologia ao nazismo é crime. Quem  fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos nazistas pode pegar até cinco anos de prisão em regime fechado.

Assista ao vídeo:

Alunos do 9º ano fazem saudação nazista ao adulto chegar na sala de aula em Criciúma – Vídeo: Reprodução/Internet

Professor demitido por ‘viadagem’ em Criciúma

O caso veio à tona no mesmo dia em que outra polêmica no meio educacional aconteceu em Criciúma. O prefeito da cidade Clésio Salvaro gravou um vídeo explicando a demissão de um professor de Artes da Escola Pascoal Meller.

“Não permitiremos viadagem em sala de aula”, disse o prefeito no vídeo, que ratificou o termo ‘viadagem’ em entrevista ao colunista do ND+ Paulo Messer.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), após denúncia com assinatura de mais de 80 entidades, abriu uma notícia de fato. Desta forma, irá iniciar uma apuração para averiguar se o prefeito cometeu  crime de homofobia.

A polêmica começou quando a advogada e coordenadora regional sul da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Júlia Zanatta, postou um vídeo falando sobre a exibição do trabalho ‘Etérea’, do cantor Criolo em sala de aula.

O trabalho foi exibido pelo professor para alunos do 9º ano da escola municipal. De acordo com o Siserp (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Criciúma e Região) o professor teria pedido demissão após a repercussão do caso e ter recebido ameaças. O sindicato estuda entrar com ação judicial contra o prefeito.

Confira a nota na íntegra da SATC:

A Direção da Satc vem publicamente registrar seu repúdio a qualquer ato de apologia ao nazismo. Esclarecemos, ainda, que a situação que envolveu um grupo de alunos de uma turma do nono ano, aconteceu em determinado momento em que os adolescentes fizeram referência a uma simbologia de saudação nazista.

Apologia ao nazismo é crime! Repudiamos e não compactuamos de nenhuma forma com tais atitudes. Deste modo, as providências cabíveis foram tomadas, com a suspensão de alunos, advertências e a realização de uma reflexão sobre o nazismo e o quanto esse regime foi pavoroso para a história humana.

Finalizamos lembrando que somos uma instituição de ensino que tem como missão, transformar a vida das pessoas por meio da educação e seguiremos firmes neste propósito.

Atenciosamente,

Direção Satc.

+

Educação

Loading...