Volta às aulas em Joinville: expectativa marca primeiro dia na rede estadual

Alunos e professores voltaram às salas de aula após um ano marcado por atividades remotas, dificuldades na aprendizagem e com escolas fechadas

Depois de quase um ano longe das escolas e com atividades remotas, mais de 26 mil alunos voltaram às unidades de ensino estaduais nesta quinta-feira (18) em Joinville, no Norte do Estado. Outros 3.383 permanecem no ensino online.

Aulas na rede estadual voltaram nesta quinta-feira (18) – Foto: Jonathan Rocha/NDTVAulas na rede estadual voltaram nesta quinta-feira (18) – Foto: Jonathan Rocha/NDTV

Um deles foi o filho da dona de casa Gina Torres, que fez questão de acompanhar Ayron no primeiro dia de aula. Ela espera que a volta das aulas presenciais ajude a melhorar o aprendizado dele.

“As crianças estavam em casa e acredito que isso atrapalhou um pouco o ano letivo em 2020. Espero que agora isso melhore”, diz.

A mesma expectativa também reflete na vontade de Ayron, que afirma que teve dificuldades no aprendizado remoto. “Foi bem complicado no ano passado porque as plataformas não eram muito boas”, explica.

E o retorno foi positivo na grande maioria das unidades. Segundo a diretora de uma escola localizada no bairro Santo Antônio, o primeiro dia superou as expectativas.

“Este primeiro dia foi uma grande surpresa. Embora eles estejam em menor número, o comportamento deles já vem de um ano com filas, de colocar a mão para receber o álcool em gel, aferir a temperatura. Então está sendo um retorno muito tranquilo”, pontua a diretora.

Escolas tiveram que se adaptar a uma série de regras para o retorno – Foto: Jonathan Rocha/NDTVEscolas tiveram que se adaptar a uma série de regras para o retorno – Foto: Jonathan Rocha/NDTV

Mas a mudança não foi comemorada só pelos alunos. Os professores também veem o retorno das aulas presenciais como algo positivo para o aprendizado dos estudantes.

“É um dia especial. Nós estamos voltando depois de um tempo em que dávamos aula na frente de uma câmera, não vendo os alunos. E o contato visual é importante para entender se eles estão ou não entendo o assunto”, explica o professor de física, Mário Calegadri.

Na regional Norte, que compreende oito municípios – São Francisco do Sul, Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, São José do Itaperiú, Garuva, Joinville e Itapoá -, são 44 mil alunos matriculados na rede estadual. Desses, cerca de 5,4 mil estão no ensino remoto.

Máscara e álcool em gel são itens obrigatórios para esse retorno – Foto: Jonathan Rocha/NDTVMáscara e álcool em gel são itens obrigatórios para esse retorno – Foto: Jonathan Rocha/NDTV

Temperatura, álcool em gel e distanciamento

Antes de entrar nas escolas, os alunos têm a temperatura aferida e as mãos higienizadas com álcool em gel. Depois, a orientação é de que eles  vão para sala de aula, onde as carteiras estão numeradas e com distanciamento. Além disso, cada aluno é obrigado a sentar no mesmo lugar todos os dias.

Outra mudança também está na merenda escolar. Agora, os pratos são servidos prontos aos alunos. Todas essas medidas estão previstas nos planos de contingência escolar, elaborados por cada uma das 36 escolas estaduais de Joinville.

Além disso, as aulas na rede estadual vão funcionar em três modalidades diferentes:

  • 100% presencial: o primeiro será aplicado nas escolas que dispuserem de salas com infraestrutura adequada para realizar o distanciamento de 1,5 metro exigido entre as carteiras dos alunos;
  • Misto: caso a região onde está a escola estiver no nível gravíssimo da matriz de risco estadual, a unidade terá que atender no modelo misto, que incluirá a maioria dos alunos e funciona com alternância dos grupos que frequentam a escola, dividido em dois momentos: o “Tempo Escola” e o “Tempo Casa”. O primeiro consiste no atendimento presencial na unidade escolar, com turmas subdividas em grupos. Já as atividades pedagógicas que compõem o “Tempo Casa” podem ser realizadas com ou sem a mediação por tecnologias digitais, com orientação para que as escolas criem dinâmicas para que os estudantes sem acesso possam, sempre que possível, integrar-se às atividades em espaços disponibilizados na unidade;
  • Modelo 100% online: ele continua em 2021 para os cerca de 28 mil alunos da rede estadual que, comprovadamente, fazem parte de grupo de risco para Covid-19, assim como os professores. Ela também será ofertada para os pais que optarem por manter os filhos em casa.
Ao todo, mais de 26 mil alunos voltaram às escolas – Foto: Jonathan Rocha/NDTVAo todo, mais de 26 mil alunos voltaram às escolas – Foto: Jonathan Rocha/NDTV

Capacidade das salas de aula

Após o decreto publicado na segunda-feira (15) pelo governo do Estado está liberada a ocupação de 100% nas salas de aula em todas as regiões do Estado, mesmo aquelas no nível gravíssimo da Covid-19, como o caso de Joinville.

Mas, para que a unidade opere em 100% é necessário que haja um distanciamento de 1,5 m entre alunos e servidores. Se a unidade não tiver o espaço suficiente, deverá organizar estratégias de alternância entre os grupos, mantendo as atividades presenciais e remotas.

*Com informações da repórter Adriana Freitas, da NDTV 

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Educação