“Faltam trabalhadores capacitados no município”, diz entidade de São Miguel do Oeste

Acismo criou comissão para, junto com entidades e poder público, buscar solução ao problema que afeta vários setores da economia

Uma das reclamações mais comuns entre associados da Acismo (Associação Empresarial de São Miguel do Oeste) é a dificuldade na contratação de colaboradores capacitados, no Extremo-Oeste do Estado. 

Cenário reacendeu a luz de alerta do Conselho Diretor da Acismo – Foto: Agência IAF/ND

A barreira, que afeta vários setores da economia, tem agora um grande reflexo nas indústrias do ramo moveleiro e construção civil, que esbarram em currículos praticamente vazios ou, na grande maioria, sem nenhuma instrução profissionalizante. 

De acordo com a entidade, os pontos impactam negativamente na ascensão da economia, pois as empresas precisam buscar trabalhadores em cidades vizinhas ou até mesmo postergar projetos por falta de colaboradores. Na última semana, o SINE (Sistema Nacional de Emprego) chegou a anunciar mais 800 postos de trabalho no município.

Tal cenário reacendeu a luz de alerta do Conselho Diretor da Acismo que, na primeira reunião presencial desde o início do isolamento, social ocasionado pela pandemia da Covid-19, realizada no Hotel Catarina, nesta terça-feira (15) criou uma comissão para buscar soluções de médio e longo prazo.

“Há uma grande dificuldade de contratação para as empresas do município, devido ao despreparo da maioria daqueles que procuram as vagas. É um problema que reflete no crescimento das empresas e consequentemente no desenvolvimento da cidade e região”, disse o presidente Acismo, Daniel de Souza. 

Com base nisso, a entidade criou uma comissão para estudar e aplicar ações que possam dar esse suporte à sociedade, afim de dar aos próximos meses, e até anos, uma alternativa de melhoria a essa mazela. O grupo de discussão será aberto também para outras entidades e poder público.
“Precisamos agir em conjunto para solucionar esse problema que se agrava a cada ano”, ressaltou o presidente.

Ainda, no mesmo encontro, os diretores discutiram sobre pautas aos candidatos a prefeito e vereadores no pleito deste ano. As reivindicações serão encaminhadas ao Conselho das Entidades que formulará um documento para cada um dos postulantes.

+

Empregos e Concursos