Feirão do Emprego atraiu milhares de pessoas

Mesmo com chuva que caiu no sábado, foi grande a procura pelas 5.000 vagas ofertadas no Centreventos Cau Hansen, em Joinville

Carlos Junior

Quem foi ao Centreventos Cau Hansen, no sábado, pode se candidatar a vagas de trabalho

O 4o Feirão do Emprego levou pelo menos 5.000 pessoas ao Centreventos Cau Hansen no sábado. O balanço do evento promovido pela ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos) sai somente depois do feriado, mas Pedro Luiz Pereira, presidente da ABRH Joinville, já avaliava a edição como “excelente” no sábado. “O movimento foi muito bom, mesmo com a chuva e o feriadão, e devemos atingir os 5.000 visitantes. Essa semana faremos o balanço para ver se a meta foi atingida pelas empresas”, explicou. Depois de saber os resultados, a ABRH define se faz um novo feirão no segundo semestre.

“No ano passado tivemos 5.000 pessoas em um, em março, e 3.000 no outro, em setembro”, relembrou. Apesar de oferecer vagas em todas as áreas de atuação, as oportunidades nos setores da indústria, gastronomia, hotelaria e comércio entre as 12 empresas de RH (recursos humanos) que participaram do evento foram maiores. “O mais promissor ainda é a indústria. Tem muita oportunidade. Hoje eu vi 40 vagas para esmerilhador, e os empregos nas novas indústrias são o que mais movimentam o setor. E vêm pessoas de todas as idades e níveis”, detalhou Pereira.

Com experiência de três anos na área administrativa, Aline Marcon, 21, preencheu uma ficha na Mazzolli Recursos Humanos, na expectativa de voltar ao mercado de trabalho. “Tenho curso de processo de gestores no Senac de Jaraguá do Sul e minha última experiência foi como secretária num consultório médico. Estou parada desde fevereiro”, contou. O gerente de vendas Danilo Gutz, 35, pretende mudar de emprego e foi ao feirão em busca de novas oportunidades. “Vou me desligar da empresa, que sou sócio há dez anos e buscar algo que faça diferença no meu objetivo que é crescer cada vez mais. Busco um bom salário, mas também reconhecimento profissional”, afirmou.

Segundo a psicóloga Karina Fernanda Finder do Amaral, responsável pela Mazzolli Recursos Humanos, um grande número de candidatos saiu do feirão com entrevistas agendadas para a próxima semana. “Oferecemos 150 vagas em diversas áreas, de operacional até supervisão, fizemos as pré-entrevistas com os candidatos e encaminhamos para as empresas. A definição da vaga fica com a empresa, mas eles já saem daqui direcionados”, informou. Nesse feirão, Karina notou uma melhora significativa na qualificação dos candidatos. “Ano passado tivemos uma média de 700 currículos o dia todo. Hoje (sábado) tivemos esse número em meio período”, relatou. O auxiliar de produção Maicon Setembrino Rambo, 22, foi um dos profissionais que saíram do Centreventos com entrevista marcada. Com experiência de mais de quatro anos na área de produção, ele busca um salário mais alto. “Eu estou bem confiante, dei uma olhada nessa agência e me interessou mais, a vaga é perto de casa, o salário é bom, e tenho entrevista segunda já”, detalhou.

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Empregos e Concursos