IBGE abre mais de 7 mil vagas para o Censo 2020 em Santa Catarina

Inscrições estão abertas até 24 de março; são 6.617 vagas para recenseadores e outras 1.058 para servidores no Estado

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) abriu nesta quinta-feira (5), processo seletivo para mais de 200 mil vagas de emprego no Brasil, para a realização do Censo 2020. Em Santa Catarina, serão 7,6 mil postos de trabalho temporário – sendo 6.617 recenseadores e 1.058 supervisores.

Roberto Kern Gomes, Chefe da Unidade Estadual do IBGE de Santa Catarina concedeu entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (5) – Foto: Lorenzo Dornelles/ND

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta quinta-feira (5), o Chefe da Unidade Estadual do IBGE em Santa Catarina, Roberto Kern Gomes, informou detalhes sobre a realização das provas.

As inscrições para provas estão abertas até o dia 24/03 e devem ser feitas no site da Cebraspe.

Recenseador

Para as vagas de recenseador, aquele responsável pela coleta de dados por meio de entrevistas com os moradores, há uma taxa de R$ 23,61.

São três meses de trabalho, com remuneração por produção, com base em número de bases visitadas; taxa de remuneração dos setores censitários; número de questionários respondidos e número de pessoas recenseadas.

O recenseador também terá direito a 13º salário e férias proporcionais aos dias trabalhados.

As provas serão aplicadas no dia 24 de maio. O resultado final será divulgado em 3 de julho. O requisito para as vagas é o ensino fundamental completo.

Vagas de agentes

Já para as vagas de ACM (Agente Censitário Municipal) e ACS (Agente Censitário Supervisor), a taxa é de R$ 35,80. A duração é de cinco meses de trabalho, com remuneração de R$ 2.100,00 para ACM e R$ 1.700,00 para ACS. O requisito para a realização da prova é o ensino médio completo.

Confira as funções dos servidores:

  • O Agente Censitário Municipal (ACM): Gerencia o Posto de Coleta e está à frente das tarefas administrativas e técnico – operacionais, pois será o gestor de uma equipe de supervisores e recenseadores.
  • O Agente Censitário Supervisor (ACS): Exerce as tarefas de supervisão da operação censitária, tendo sob sua responsabilidade em torno de 8 recenseadores.

O resultado final para estas vagas será divulgado no dia 12 de junho.

Roberto Kern Gomes menciona que um dos problemas a ser enfrentado é a eventual recusa dos moradores para as entrevistas do censo. O IBGE, porém, faz um grande esforço para minimizar o problema.

Para isso, promove ações de divulgação do censo junto a entes como imprensa, escolas, governos estadual e municipal e administradoras de condomínios.

A ideia é fazer com que a receptividade da população aos recenseadores aumente, como ocorreu nos censos anteriores.

Ele reforça que os dados colhidos pelo censo a cada 10 anos são de extrema importância, pois influenciam diretamente nas decisões de medidas públicas por todo este período.

Por isso, todo recenseador receberá treinamento adequado e utilizará um equipamento oficial, para passar segurança aos entrevistados, que podem checar a identidade do recenseador por telefone ou internet.

Outra opção de entrevista para o censo será o preenchimento do questionário online por meio de um e-ticket.

Leia também:

No entanto, ele afirma que isso não deve atrapalhar na pesquisa, já que agora será utilizado um e-ticket, em que o entrevistado poderá fornecer todas as informações online, quando se recusar a conceder a entrevista pessoal.

A estimativa é de 70 milhões domicílios visitados em todo o país. Em Santa Catarina, o prognóstico é de 2,3 milhões de domicílios, e 7 milhões de habitantes.

O custo total no Brasil é de R$ 2,3 bilhões de reais, que serão utilizados na contratação e equipamentos de todos os funcionários que realizarão a pesquisa.

+

Empregos e Concursos