Acusado de agressão, Douglas Sampaio afirma que processará Jeniffer Oliveira por dano moral

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – O ator Douglas Sampaio ingressou com uma representação criminal contra a ex-namorada e atriz Jeniffer Oliveira por calúnia e difamação após ter sido acusado de agressão por ela e afirmou que vai processá-la por danos morais.

O advogado Sylvio Guerra diz ter entrada com uma ação por denunciação caluniosa contra Oliveira, na última quarta (25), por ela ter imputado indevidamente o crime de lesão corporal ao ator. Já quanto a acusação de danos morais, ele deve ingressar com a ação na vara cível nesta semana. 

Sampaio, que afirma ser inocente, diz que também pretende processar o ator Maicon Rodrigues e talvez a produtora de elenco Gabi Medeiros, ambos da Globo, pelo mesmo motivo. Ele afirma que Maicon reforçou a acusação de Jeniffer sem provas e Gabi o chamou de monstro.

“A intenção principal de Douglas é processar todas as pessoas que se aproveitaram dessa situação para difamá-lo e caluniá-lo, mas neste momento estou cuidando apenas dos processos em face de Jeniffer”, esclarece Guerra.

Jeniffer que está atualmente em “Malhação – Vidas Brasileiras”, acusou o ator de agressão física, na noite do dia 25 de junho. A jovem fez um post em suas redes sociais relatando o que teria ocorrido e ganhou o apoio de celebridades como Preta Gil e Bruna Marquezine. A denúncia foi registrada na 16ª DP (Barra da Tijuca).

Sampaio disse que foi prejudicado pessoalmente e profissionalmente por conta da denúncia e, desde então, busca reunir provas. Uma delas, divulgada recentemente pela imprensa, é um vídeo, que mostraria a atriz discutindo com uma mulher no restaurante Coco Mambo, onde Jeniffer diz ter sido agredida. 

O ator afirma que não é o responsável pelas manchas roxas que aparecem nas fotos divulgadas pela atriz. Segundo ele, as marcas podem ter surgido porque Jeniffer foi puxada durante a discussão flagrada no vídeo por uma segurança feminina do bar.

Guerra disse que a inocência de seu cliente está mais do que provada, pelo depoimento de três testemunhas -um segurança do Coco Mambo e um casal- e das imagens. 

“A delegada Adriana Belém, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), onde o caso está sendo apurado, vai fazer um relatório. Espero que seja pelo arquivamento. […]  Nesta semana, vamos ingressar com uma ação ordinária de indenização por danos morais em juízo de vara cível, já que os outros são [calúnia e difamação] todos em juízo de vara criminal.”

Em 2016, Sampaio foi acusado de agressão por sua então noiva, a atriz Rayanne Morais, que conheceu durante o reality A Fazenda, um ano antes. Ele também nega o crime, que deve ser julgado em setembro, segundo ele. 

 

Douglas Sampaio dá a sua versão dos fatos:

O início

Eu e Jeniffer fomos com alguns amigos ao Coco Mambo [bar temático caribenho, localizado no Recreio, zona oeste do Rio], no aniversário da assessora de imprensa dela e da casa. Ela ficou com ciúmes discutiu com uma mulher que veio dançar atrás de mim. As pessoas tentaram separá-las. Depois, ela brigou com um homem que veio defender esta mulher. O cara colocou o dedo na cara da Jeniffer e eu me alterei por isso, mas não encostei nele. Não gosto de confusão. Pouco depois deste episódio, fui embora. Cheguei a trocar mensagens com Jeniffer e com a amiga dela, Ingrid, que concordou que Jeniffer tinha bebido demais. Coloquei os prints destas conversas no meu Instagram. Na segunda-feira, estava em casa com meus amigos e me surgiu a notícia de que eu era acusado de uma agressão que não cometi.

Apoio de celebridades

O caso tomou uma proporção imensa. Levei um susto. Muita gente grande e com credibilidade apoiou a Jeniffer. Eu não conseguia sair de casa. As pessoas me apontavam, cochichavam. Fiquei com medo de sair na rua.

Busca por provas

Tentei pegar as imagens [da câmera de segurança] com o pessoal do Coco Mambo, que provavam que não houve nada. O estabelecimento não queria disponibilizar as filmagens, o que me faz acreditar que era porque a Jeniffer tinha a mesma assessora que eles. Sabendo que não houve nada, não podiam mostrar que era tudo uma grande mentira. Foi isso. Eu não agredi a Jeniffer. Se for para falar em agressão, quem me agrediu foi ela, que me beliscou o tempo inteiro.

Manchas roxas em Jeniffer

Ela foi segurada por uma segurança feminina porque não ficava quieta de jeito nenhum durante a discussão com a mulher. Foi puxada pelo braço [local das manchas], como mostra nas filmagens. Depois que saí do lugar, ela ficou com o filho do dono do Coco Mambo. Para mim, a mancha no pescoço dela parece um chupão e não uma agressão. A própria testemunha dela disse, em depoimento, que ela ficou com esse cara e que foi embora com ele. É esquisito a pessoa ir embora com um cara no mesmo dia que foi agredida, né? Além disso, ela não fez a denúncia na hora e nem realizou o corpo de delito. Meio contraditória essa história. Ela estava muito bem para quem foi agredida.

Prejuízos pós-acusação

Jeniffer foi completamente inconsequente. Mexeu na minha vida inteira e eu não tinha o que fazer. Fiquei calado, até o momento em que arrumei um advogado para me orientar. Não sabia onde enfiar a minha cara. Tem um monte de gente justiceira por aí… Para eu apanhar não custava nada. Fui desconvidado de testes e festas. Tinha um trabalho quase fechado na TV e perdi. Ninguém vai eliminar as notícias que saíram sobre mim. Vou ficar com a imagem arranhada, mas não permitirei que uma mentira acabe com tudo o que construí até hoje. Ainda bem que estou conseguindo mostrar o que de fato aconteceu.

Próximos passos

Não vou processar as celebridades que somente apoiaram a Jeniffer, porque elas não me feriram nem me atacaram diretamente. Elas apoiaram uma causa. Só acho que deveriam ter analisado melhor os fatos, para não cometerem nenhuma injustiça. No entanto, vou entrar com processo contra quem está falando besteira. O Maicon Rodrigues, que é um ator da Globo, saiu me acusando. Disse que eu me envolvi com uma menina que tinha muitos amigos, que queria ver eu provar o contrário e que eu já tinha agredido uma mulher uma vez. A produtora de elenco da Globo Gabi Medeiros disse que sou um monstro e que deveria ser punido. Em relação a ela, não sei que rumo a coisa vai tomar, mas fazer essa acusação foi algo muito sério, porque dependo desses produtores para arrumar trabalho. Posso perder oportunidades por causa da influência que ela tem.

Estigma de agressor

Eu acho que a gente vive em um mundo em que as pessoas pouco ligam para o que os outros sentem ou para as consequências que alguns atos podem ter na vida do outro. Então elas te usam como degrau. Egocentrismo, sei lá. No fim das contas, tudo é questão de caráter. Acho que foi mau-caratismo das duas [Jeniffer Oliveira e Rayanne Morais]. Eu também nunca agredi a Rayanne e as pessoas me chamam de agressor. O julgamento deste processo vai acontecer em setembro.

Mais conteúdo sobre

Variedades