Após quase 20 anos abandonado Casarão de Hercílio Luz é revitalizado

Após quase 20 anos de abandono, a última residência do ex-governador Hercílio Luz foi restaurada e recuperou sua glória às margens da avenida Mauro Ramos, em Florianópolis. O casarão foi construído no século 19 e tombado como Patrimônio Histórico pela FCC (Fundação Catarinense de Cultura), em 2002.

Hoje, completamente recuperado, o palacete integra a mostra Casacor Santa Catarina. No futuro, a casa estará disponível para visitação gratuita, mediante agendamento prévio, e servirá para abrigar eventos diversos.

Casarão do ex-governador Hercílio Luz foi revitalizado em Florianópolis – Foto: Anderson Coelho/ND

Leia mais:

A edificação foi adquirida pela Incorporadora Milano, responsável pelo projeto e restauro. “Meu pai, fundador da empresa, tem paixão por elementos históricos. A conexão com a casa veio quando nos mudamos para Florianópolis. Logo que nós viemos para cá, meu pai estava passando na rua e viu o casarão abandonado em ruínas. Anos depois, ele começou a trabalhar na área de construção e teve oportunidade de fazer a aquisição dela”, conta Eduarda Tornietto, arquiteta e diretora de produto na Milano.

Para resgatar a imponência da edificação, a incorporadora contou com projeto assinado pela arquiteta Lílian Mendonça, e executado pelo engenheiro Ângelo Buratto, que foi aprovado pelos órgãos públicos e supervisionado pela FCC.

“A reestruturação envolveu uma equipe enxuta, 30 profissionais, mas altamente qualificados e dedicados a executar o projeto da Lílian”, destaca Eduarda. Um dos pontos principais da obra foi o resgate dos detalhes que adornam o palacete, marcante pelos elementos “art nouveau e art déco”.

As heranças da construção histórica

A estrutura estava muito danificada pela ação do tempo, da vegetação do entorno, de cupins e também de moradores em situação de rua. Foi necessário fazer escavações no subsolo para reforçá-la, durante as quais foram encontrados elementos de dois períodos construtivos.

O primeiro deles contava com arcos romanos em tijolos, que foram adotados como base de sustentação da construção original.

Casarão do ex-governador Hercílio Luz, revitalizada também internamente – Foto: Anderson Coelho

Posteriormente, quando Hercílio Luz passou a morar no casarão, em 1895, foram utilizadas pedras argamassadas e paredes com mais de 80 centímetros de espessura como base para um segundo pavimento.

A laje, feita em gesso estuque – mistura de gesso, água e cal -, também é uma raridade e denota a herança colonial da edificação. Outro achado foi um afresco seco encontrado no subsolo, que também foi resgatado e faz parte do novo design da casa.

“Essa técnica de pintura comum na Itália é raríssima aqui no Brasil. Em Florianópolis, temos poucos registros dessa técnica, como no Palácio Cruz e Sousa, na Catedral Metropolitana e na sede da Aliança Francesa. No entanto, esse afresco da casa de Hercílio Luz é ainda mais elaborado ao ser composto por cores diferentes”, declara a restauradora e responsável pela recuperação das pinturas murais da FCC, Márcia Escorteganha, que monitorou a obra.

A inspiração das pinturas em verde e vermelho

 No primeiro pavimento da casa, formado por sete salões, foram descobertas pinturas murais em tons de verde e vermelho, similares aos do Palácio Cruz e Sousa. “Fizemos testes e constatamos que o vermelho é exatamente o mesmo tom da sala de jantar do Palácio Cruz e Sousa; enquanto o verde é o mesmo da área íntima do palácio. O que demonstra como Hercílio Luz buscou inspirações na sede do governo”, explica Márcia.

Outro exemplo dessa conexão é a varanda em belvedere, que se projeta sobre o jardim e é adornada com ladrilhos hidráulicos semelhantes aos da calçada da antiga sede do governo catarinense.

“Observar uma importante obra sendo restaurada, tendo preservado seu passado arquitetônico, suas influências construtivas e de estilo, e ter recuperada toda a sua imponência é o sonho de todo restaurador, e de todas as pessoas que valorizam a história do seu povo”, enaltece Márcia.

Ambiente conceitual na Casacor SC

Eduarda Tonietto assina o projeto que resgata a história da edificação e do seu restauro, assim como a história do próprio Hercílio Luz, apresentado na CasaCor deste ano. “É ambiente conceitual. Como se fosse um museu mesmo. A pessoa, quando entra, já vê esses elementos marcados. A casa entra como protagonista do projeto”, explica a arquiteta.

Por meio de QR Codes nas paredes da casa, as pessoas têm acesso a uma visita guiada em áudio, que também explica o processo de restauração.

A revelação

O prêmio Casacor de Florianópolis será revelado amanhã, às 21h, no Pátio Milano, parte do empreendimento no qual se encontra o casarão de Hercílio Luz. A edição 2019 do prêmio é realizada em parceria com o Grupo RIC. A mostra segue aberta ao público até o dia 27 deste mês.

Mais conteúdo sobre

Cultura