Atores da novela “Topíssima” comandam a premiação da ‘Volta à Lagoa’, em Florianópolis

Atualizado

Um dos cartões-postais da Ilha mais procurados para a prática de esportes, a Lagoa da Conceição recebeu milhares de competidores na 12ª edição da Volta à Lagoa neste domingo (8). Os competidores fizeram percursos de 4 e 10 quilômetros, individuais e de revezamento, passando pelas mais belas paisagens do local.

Camila Rodrigues e Rayanne Moraes foram a atração da prova em Florianópolis – Flavio Tin/ND

O evento contou com a participação dos protagonistas da novela “Topíssima” da Record TV, as atrizes Camila Rodrigues e Rayanne Moraes, e o ator Felipe Cunha. Os artistas trouxeram humor, ação, romance e temas atuais da telinha para Florianópolis.

Com uma ligação intensa com a Capital, Camila Rodrigues comemorou seu retorno à Ilha após vários anos fora. “Tenho uma ligação muito grande com Floripa, frequentei quase quatro ou cinco anos, a cidade faz parte da minha vida. Faz quase três anos que não vinha para cá. Primeiro passamos em Jurerê e depois viemos para a Lagoa, que é um local que eu também não vinha há muito tempo”, contou a atriz.

Camila também festejou o fato de poder participar do evento em Florianópolis, e mostrou admiração pela dedicação dos atletas participantes. “É tão legal chegar aqui e ver a novela sendo divulgada em um evento tão importante, um evento família. Você vê pessoas chegando com crianças no colo, um clima tão gostoso. Até me perguntaram se eu não ia correr, mas falei que é melhor deixar para a próxima (risos). Fico muito feliz de ter sido chamada e entregar a medalha é melhor ainda, imagino a sensação de dever cumprido quando você se prepara e corre 4 ou 10 quilômetros e consegue completá-la”, afirmou.

A atriz também deixou em aberto uma possível participação na próxima edição da corrida. “Quem sabe né? Vamos nos preparar bem para ver como chegamos aqui no próximo ano”, pontuou.

A novela “Topíssima” é exibida às 19h45, na Record TV. Camila afirmou que o fato de chegar em outro ponto do país e receber o carinho do fãs é o que dá ainda mais motivação para continuar o trabalho.

“Fico muito feliz de chegar aqui e receber esse carinho. Trabalhamos muito, são quase 12 horas por dia de gravação, depois muitas outras horas pra gente estudar. Então quando junta bom texto, bons atores, direção, equipe, e além de tudo isso, dá certo, as pessoas gostam do nosso trabalho, sendo reconhecidos fora do Rio de Janeiro. Fico feliz em como as pessoas se identificam com a novela, com os personagens, é realmente algo gratificante”, finalizou a atriz.

A prova

Realizada há 11 anos pela Associação de Corredores de Rua de São José e Florianópolis, a prova teve largada em frente ao Tilag, passando pelo Centrinho, pela ponte que leva à avenida das Rendeiras e seguiu pela avenida Osni Ortiga. Na sequência, os atletas percorreram o Canto do Lagoa até chegar no morro do Badejo, onde encararam uma subida de 400 metros para depois entrarem na reta final. 

Volta da Lagoa ocorreu nesse domingo de muito sol em Florianópolis – Flavio Tin/ND

A largada foi dada às 8h35 com o grupo Sexto Sentido, sendo participantes cegos com acompanhantes. Na sequência, largarm os atletas da prova de 10 quilômetros e, às 8h42, os participantes da prova de quatro quilômetros foram liberados.

A prova mais curta da competição foi vencida por Lenon da Silva, em 15min30s. Foi a terceira participação do atleta na prova e a segunda vez seguida em que ele venceu. “A vitória é fruto de muito trabalho e dedicação diária”, afirmou o campeão.

Já na prova de 10 quilômetros o vencedor foi o mineiro de Belo Horizonte  Maurício Marques, que mora em Florianópolis desde 2017, quando veio para acompanhar a esposa que havia vindo antes para fazer faculdade. “É uma prova diferente. É a primeira vez que participo, dedico a vitória à minha esposa. É muito bacana ver que o esforço diário dá resultado”, disse.

Superação e determinação

Uma das figuras mais marcantes da edição 2019 foi Ademir Irineu de Souza. Aos 67 anos, ele participou de todas as edições da Volta à Lagoa. “Eu apenas jogava futebol, até que um dia um amigo corredor me convidou para correr. Achei interessante e comecei a praticar, isso já com 55 anos”, contou Ademir.

Ademir Irineu de Souza tem 67 anos e é figura carimbada na corrida – Flavio Tin/ND

O atleta participou quatro vezes da São Silvestre, tem mais de 200 troféus e 300 medalhas em diversas competições. O torcedor do Avaí não pensa em parar tão cedo. “Nunca é tarde para começar, treino um dia sim e outro não, além de participar todos os fins de semana de competições”, afirmou.

O casal Rosangela e Marco Laurindo já participou de muitas edições da prova. Marco é cego e Rosangela participa como guia do marido. Ela narra todo o trajeto e percurso, além das belezas do famoso local da Ilha. “Hoje a maré está tranquila, é um local maravilhoso”, disse Marco.

TV