Balanço Geral Florianópolis comemora três anos no ar com reportagens e casos marcantes

Atualizado

O BG Floripa (Balanço Geral Florianópolis), da NDTV – Noite e Dia com você, comemorou seu aniversário de três anos nesta quinta-feira (5) com uma edição muito especial. Além das notícias da Capital e de outras cidades catarinenses, a história do programa foi resgatada com a exibição de reportagens marcantes, grandes coberturas e casos curiosos que já foram contados pela equipe do telejornal. O público também participou da festa via mensagens, enviando felicitações, fotos e elogios e desejando sucesso no futuro.

Raphael Polito comanda o BG Floripa – Foto: Anderson Coelho/ND

A comemoração vem em um momento muito especial para a emissora, que lançou sua nova identidade no início desta semana. A NDTV faz parte do Grupo ND (antigo Grupo RIC SC) e traz uma proposta inovadora de comunicação, mais leve, alegre e criativa. Com a mudança, a produção de conteúdo das plataformas da empresa se torna ainda mais focada no público catarinense.

“Estou muito feliz. A gente conseguiu encontrar o Balanço Geral perfeito para Santa Catarina. As pessoas, aos poucos, foram indicando o que elas gostariam de ter em um telejornal e eu acho que a gente conseguiu alcançar esse formato que elas pediram”, conta Raphael Polito, apresentador do BG Floripa. Ele ressalta que essa mudança vai ao encontro do novo momento da emissora.

A NDTV foi uma das últimas afiliadas da Record TV a incluir o Balanço Geral na sua programação. O telejornal começou a ser exibido em Santa Catarina em dezembro de 2016 e desde então só cresceu.

O gerente de programação da NDTV, Marcelo Campanholo, lembra que o programa chegou com um formato muito popular, similar ao de São Paulo, e foi necessário transformá-lo para o público catarinense. “Deixamos o programa mais leve e descontraído, mas com um conteúdo muito sério e bem feito. Mantemos o padrão que a NDTV sempre teve, com uma produção bem regional. A gente foi entendendo o que Florianópolis queria e isso foi nos mostrando um crescimento de audiência a cada mês”, relata.

No aniversário dos três anos, equipe que faz o BG comemorou com bolo – Foto: Divulgação/ND

Esse trabalho foi feito com a ajuda de todo o time do programa. “A equipe é muito unida, engajada e comprometida e a gente leva o resultado desse esforço conjunto para o telespectador ver. Isso é muito legal. Estamos melhores e trabalhamos para sermos melhores a cada dia”, diz a gerente de jornalismo de Florianópolis da NDTV, Andreza Oliveira.

Com as mudanças na emissora e a chegada do novo ano, o BG  Floripa também vai se renovar, buscando uma proximidade ainda maior com quem acompanha o telejornal. “Vamos ter novidades no estúdio, novidades em tecnologia. Em 2020, o programa vai ter uma pegada muito mais viva com as pessoas. A gente quer interagir com elas não só na rua, mas também em casa e pelo celular delas. Vai ter muita interação com muita tecnologia e modernidade”, revela Campagnolo.

Festa na bancada da Hora da Venenosa

Não dá para falar de BG Floripa, sem falar da Hora da Venenosa. Um dos quadros mais amados do telejornal, a atração que comenta a vida dos famosos e acontecimentos importantes no mundo do entretenimento também completou três anos nesta quinta-feira. A data foi muito comemorada na bancada durante o programa pelos apresentadores Polito, Marta Gomes, Maryeva Oliveira e as personagens Judite Veneno e Berenice do Nascimento, a Berê.

Berê (Helton Luiz), Marta Gomes, cobra Judite e Raphael Polito – Foto: Anderson Coelho/ND

Para Marta, embarcar nesse projeto foi uma oportunidade de se reinventar. “Eu vim do jornalismo tradicional. Estava no entretenimento há pouco tempo e, de repente, fui fazer um programa que era totalmente de improviso com quatro apresentadores. Foi um desafio tremendo, mas também foi muito interessante a construção dessa sintonia entre nós. Aos poucos a gente foi entendendo que um levantava a bola e o outro cortava”, recorda.

“O mais incrível é que a gente se trata como família. A gente se abraça, chora junto. E isso é algo impagável. Nesses três anos de Venenosa, a lição maior que a gente tem é a de união e parceria”, diz o ator Nelson Félix, que dá vida a cobra Judite Veneno.

Este ano, a bancada foi integrada por outros “venenosos”. Depois de 15 anos trabalhando como modelo e apresentadora em São Paulo, Maryeva Oliveira retornou a Florianópolis e há cinco meses participa da Hora da Venenosa. “Eu estou muito feliz de estar na minha cidade, criando o meu filho e trabalhando com o que eu gosto no lugar que eu gosto”, conta.

Helton Luiz também trouxe sua experiência para o programa, assim como as personagens Berê e Madame Lupita. “Onde quer que a gente esteja andando, sempre tem alguém que manda recado para a Berê, para a Lupita ou dizendo que nos assiste todos os dias. Esse retorno é bom e quer dizer que a gente está no caminho certo”, comenta.

TV