Cineasta catarinense produz filmes com destaque para esporte e natureza

Jorge Baggio - B7Films/Divulgação
Baggio cursou engenharia ambiental antes de descobir sua paixão pelo cinema – B7Films/Divulgação

Filho de jornalistas, Jorge Baggio cresceu com influências culturais presentes. Nascido em Lages, mudou-se para Florianópolis com um ano de idade e daqui não saiu. Viajou o mundo praticando bodyboarding e cursou engenharia ambiental, mas foi só ao produzir filmes que descobriu a paixão de sua vida.

Baggio mostrou  talento nas praias da capital catarinense. Por 10 anos, tempo em que esteve no circuito profissional de bodyboarding, foram mais de dez temporadas havaianas, viagens pelo Chile, Costa Rica, Austrália e Indonésia. No ano de 2002, aos 23 anos, lançou o primeiro filme sobre o esporte em Santa Catarina.

Um dos primeiros a exibir filmes sobre esportes nas salas de cinema nacionais, Baggio circula tranquilamente por diversos universos. Suas produções se destacam pela construção de um discurso com embasamento teórico e histórico.

Durante o curso de Cinema trabalhou em curtas metragens. Criou e dirigiu o programa de televisão “Cine Adventure”, que aborda conteúdos audiovisuais sobre esportes de ação e natureza. Realizou, em 2008, o documentário “O Pintor e o Oceano”, sobre esportes de ação e natureza.

Em 2014, ele fundou sua produtora B7 Films e iniciou as filmagens do documentário “Descaminhos da Coxilha Rica”, lançado em dezembro do último ano. Atualmente trabalha com o projeto  “Educa Brasil”, um canal de documentários educativos abordando temos como história, ecologia e educação financeira.

Entretenimento