Com programação potente, mostra em Florianópolis celebra o cinema brasileiro

Do premiado “Aquarius” ao documentário  “Rogéria, Sr. Astolfo Barroso Pinto”, uma seleção recente de filmes brasileiros estarão 1ª Mostra Paradigma de Cinema Nacional, promovida pelo Paradigma Cinearte. Ao todo serão 14 filmes exibidos de  8 e 14 de agosto, na sala em Santo Antônio de Lisboa.

De Marcelo Gomes, “Estou me Guardando para Quando o Carnaval Chegar” mostra a rotina na pequena cidade de Toritama, no Agreste pernambucano, considerada a capital nacional do jeans – Divulgação/ND

Ainda na programação “Luneta do Tempo”, de Alceu Valença, e “O Sal da Terra”, de Wim Wenders e Juliano Salgado. No fechamento, a exibição de “Rogéria, Sr. Astolfo Barroso Pinto”, documentário inédito que conta a história da artista e transformista que nasceu Astolfo e fez carreira como Rogéria.  O filme, ainda não tem data de lançamento no Brasil e após a exibição, o diretor Pedro Gui e o produtor André Garcia estarão no cinema para um bate-papo com o público.

A proposta é enfatizar o crescimento e a qualidade de produções cinematográficas nacionais. Felipe Didoné, diretor do Paradigma Cine Arte, diz que levar o cinema nacional ao público é uma forma de valorizar o que é produzido aqui. “No Brasil, as produções têm muita qualidade e retratam a nossa cultura diversificada, mas às vezes esses filmes não chegam às pessoas por não terem espaço nas salas de cinema do circuito comercial”, observa. Para ele, a mostra faz a ponte entre as produções locais e o público.

A 1ª Mostra Paradigma de Cinema Nacional faz parte da programação do Floripa Conecta, uma rede de eventos que transformará Florianópolis em um centro de economia criativa entre 9 e 18 de agosto.

A programação completa pode ser conferida em:

https://paradigmacinearte.com/

https://www.facebook.com/paradigmacine/

https://www.instagram.com/paradigmacinearte

Cinema