Como escolher as músicas da cerimônia?

Atualizado

Nem toda cerimônia segue o padrão de selecionar músicas religiosas. Com diferentes formatos de casamentos, a escolha das músicas para o cerimonial está ligada, diretamente, com o estilo dos noivos. A seleção certa envolve todos os convidados e dá toda a emoção do momento. Por isso, para ajudar nesta escolha, separamos algumas dicas que podem ajudar quem não faz a mínima ideia por onde começar. 

A escolha de cada música do casamento deixa a cerimônia ainda mais emocionante – Foto: Divulgação/Freepik

Qual o estilo da cerimônia?

Antes de fazer a escolha das músicas com o fornecedor, busque se orientar com o local da cerimônia se existe algum tipo de restrição. Isso porque em determinados locais, como em igrejas, existem algumas regras e os noivos precisam se atentar a isso. 

Assim como algumas simbologias, como o formato de um casamento, escolher músicas que façam sentido com este momento também tem um padrão: mesmo que você ame um rock pesado, ele não combina com uma entrada no casamento, por exemplo. 

Tem uma quantidade máxima de músicas?

Todo o casamento segue uma sequência e ela, por si só, costuma vir marcada por uma música. Por isso, não é comum ter quantidade mínima e máxima de escolhas musicais para uma cerimônia. O padrão, e mais comum, é ter seis músicas: 

1)Entrada do noivo, entrada dos pais, entrada dos padrinhos

2)Entrada das daminhas e noiva

3)Evangelho

4)Benção das alianças

5)Assinaturas

6)Saída

E em caso de baixo orçamento?

Nem todos os noivos colocam na lista de planejamento um valor para os músicos na cerimônia. Alguns optam por investir na música da festa, por exemplo, e instalam um equipamento na igreja que cumpra esse papel. Às vezes, até pode ser possível fazer uma negociação com quem vai tocar na festa ou até mesmo com a equipe de sonorização para incluir esse ajuste no serviço prestado.

Mais conteúdo sobre

CaseBem