Designer moradora de Florianópolis cria peças para coleção de Ronaldo Fraga

Atualizado

Moradora de Florianópolis há 12 anos, a designer Mariângela Albuquerque participa da confecção da coleção do estilista mineiro Ronaldo Fraga. As peças,  apresentadas na 47ª edição da São Paulo Fashion Week, adaptam os murais “Guerra e Paz”, de Candido Portinari, aos problemas sociais enfrentados atualmente pelo país.

A designer gaúcha colabora para a coleção de Ronaldo Fraga – Divulgação/ND

Formada em Pintura pela UFPEL (Universidade Federal de Pelotas), Mariângela recebeu uma ligação do estilista, que conheceu seu trabalho através das redes sociais. “O prazo foi curtíssimo, exigiu intensidade e esforços redobrados”, comenta.

A coleção de Ronaldo Fraga adapta o trabalho de Portinari nos murais “Guerra e Paz”, traduzindo para as peças questões sociais como racismo, homofobia e direitos das minorias.

As roupas foram enviadas para Florianópolis, onde Mariângela mora com a família. “Conversamos muito por telefone e uma das maravilhas que ouvi dele é que ele estava enviando suas roupas para que eu fizesse as interferências e que elas seriam como ‘telas em branco’”.

O acréscimo de linhas coloridas bordadas às peças de Fraga fez parte da costura de Mariângela. A designer gaúcha sempre teve atração pelas linhas como forma de representação artística e pela moda como forma de expressão.

Coleção de Ronaldo Fraga adapta os murais “Guerra e Paz” a situação atual do Brasil – Divulgação/ND

As peças foram exibidas durante o desfile na São Paulo Fashion Week em abril deste ano. Com capacetes militares carregados de flores, os modelos desfilaram ao som de “Trenzinho Caipira” e “Yolanda”.

Mariângela trabalha em mais peças da coleção de Fraga, que ainda não tem data de lançamento. Responsável pela marca “CASACUBO”, ela se dedica ao desenvolvimento de casas para animais de todos os tamanhos.

A marca não utiliza materiais de origem animal e reverte parte do lucro para a castração de animais em situação de abandono.

Moda