Em sítio no Campeche, Arvo Festival traz o músico Castello Branco e a Academia da Berlinda

Atualizado

A música é uma ferramenta, para criar a consciência de ações mais sustentáveis, e chamar a atenção para a diversidade, e o lugar não poderia ser mais apropriado, o bairro Campeche, no Sul da Ilha. É com essa proposta que chega à quarta edição neste sábado, o Arvo Festival.

O Arvo Festival está na sua quarta edição – Divulgação/ND

O evento ocorrerá no Sítio do Tio Techo e reúne no palco artistas com trabalhos autorais, de diferentes regiões do país, como: a Academia da Berlinda, de Pernambuco; Castello Branco, do Rio de Janeiro, um dos destaques da nova MPB; a música instrumental da banda gaúcha Trabalhos Espaciais Manuais; e a cantora Dandara Manoela, de Florianópolis. Outras atrações e novas confirmações no line-up podem ser acompanhadas nas redes sociais do evento.

Leia também:

Além dos shows, o Arvo Festival terá uma área de alimentação com foodtrucks, apresentações, intervenções artísticas circenses e plásticas durante o evento. O Arvo é realizado pelos produtores culturais André Costa Nero, André Pardini, Andréia Sabino, Nathália Possebon. O nome do evento é uma gíria australiana que significa “entardecer”.

A organização estima que cerca de 3 mil pessoas devem passar pelo endereço. “Através das atrações musicais, artistas conseguem gerar uma boa experiência, sensibilização e educação a cada um dos presentes”, destaca André Pardini, um dos produtores do evento.

O músico Castello Branco está no line-up – Divulgação/ND

Cenário sustentável e lixo reduzido

A estrutura do festival é construída do zero e com madeira de reaproveitamento. Na cenografia, a produção do evento também prioriza materiais de descarte da indústria ou coletados na Comcap, visando reduzir e até mesmo zerar o impacto de lixo no local do Arvo.

De acordo com a produção, na primeira edição foi recolhido mais de uma tonelada de lixo para 800 pessoas; já na última edição este número foi de 220kg de lixo, sendo 160 kg compostado/reciclável e somente 60 kg foi destinado a aterro sanitário. Porém, o número de público foi consideravelmente superior: 2000 pessoas.

“Outro exemplo interessante e que permeia a área da sustentabilidade e da gastronomia, onde toda alimentação de nossos staffs foram feitas com xepa (restos de alimentos de feiras), comida feita com alimentos que teriam como destino o lixo”, explica Andréia Sabino. Nesta edição, ainda serão distribuídas mil mudas de plantas para o público presente.

Serviço
O quê: 4ª edição do Arvo Festival

Quando: 7/9 (sábado), a partir das 14h

Onde: Sítio do Tio Techo, SC-405, 3520 – Campeche – Florianópolis

Quanto: A partir de R$ 50 – https://www.eventbrite.com.br/e/arvo-festival-tickets-64988111190

Mais conteúdo sobre

Música