Exposição “De todas as coisas do Mar” é atração no Mercado Público de Florianópolis

De todas as coisas do Mar - Divulgação/ND
As obras de Marcelo Mello destacam os seres que habitam o fundo do mar – Divulgação/ND

Apresentar o fundo do mar, as vidas que ali habitam e as coisas que vêm dele é o tema da exposição “De todas as coisas do Mar”, de autoria do escultor Marcelo Mello.  As obras ficaram expostas na galeria Municipal de Arte do Mercado Público de Florianópolis até o dia 26 deste mês.

Com apoio cultural da prefeitura, da Secretaria de Cultura, Esportes e Juventude e da Fundação Franklin Cascaes, o artista apresenta ao público uma série de obras construídas a partir de madeiras retiradas de barcos de pesca em estaleiros do litoral catarinense. Mello também acompanhou a rotina do pescadores fotografando a construção de embarcações e suas reformas, além de suas atividades em alto mar. Cerca de 600 destas fotos complementam a exposição.

A sustentabilidade a partir da reutilização de materiais é um componente crucial das obras. “Este trabalho tem um caráter educacional, pois apresenta a possibilidade de transformar  em obra de arte o que inicialmente seria considerado descartável ou lixo, além de mostrar estragos que o homem provoca na natureza com resíduos como redes ou boias perdidas na beira-mar”, explica Mello.

Marcelo Mello montou ateliê em São Paulo no fim da década de 1990, transitando em instituições como o Museu Brasileiro de Escultura (MUBE), Museu de Arte Moderna (MAM) e em unidades do SESC. Desde 2015 percorre cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina com a exposição “De todas as coisas do Mar”. Ainda este ano, o artista vai abrir um ateliê coletivo no Centro de Florianópolis, oferecendo cursos e oficinas de arte.

Serviço

O quê: Exposição “De todas as coisas do Mar”

Quando: até 26/1, de segunda a sexta-feira da 13 às 19h, sábado das 10 às 14h

Onde: Mercado Público de Florianópolis, rua Jerônimo Coelho, 60, Centro, Fpolis

Quanto: Gratuito

Artes