Exposição em Florianópolis reúne acervo funerário. Confira imagens da mostra:

Atualizado

A exposiçãoUm centenário de histórias”que apresenta parte do acervo do Memorial Funerário Mathias Haas (MHaas) está aberta à visitação no Museu Histórico de Santa Catarina. Com curadoria de Elisiana Trilha Castro e Anna Julia Borges Serafim, a mostra exibe objetos como cruzes, anjos, lápides e fotografias. A visitação fica aberta até 4 de novembro.

Os anjos, que comumente adornam as lápides – Foto: Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Sob coordenação do Memorial Funerário Mathias Haas, a mostra é parte das ações realizadas pela empresa Haas em comemoração aos seus 100 anos em 2018. O Memorial é uma iniciativa da empresa e foi inaugurado em 2017. Ele é o primeiro museu do Brasil dedicado à preservação e difusão do patrimônio cultural funerário com um acervo sobre a história da morte e dos cemitérios.

Leia também:

A exposição apresenta, ainda, o projeto Inventário do Cemitério da Comunidade da Igreja Evangélica de Confissão Luterana Blumenau-Centro, apoiado pela empresa Haas e pelo Memorial, que possibilitou o registro das unidades tumulares de valor cultural do cemitério que abriga parte da história de Blumenau em seu acervo material e imaterial.

Serviço:

O quê: Exposição Um centenário de histórias
Onde: Museu Histórico de Santa Catarina – Localizado no Palácio Cruz e Sousa
Praça 15 de Novembro, Centro, Florianópolis
Quando: Visitação até 4/11. De terça a sexta-feira, das 10h às 18h; sábados e domingos, das 10h às 16h.
Quanto: R$ 5 inteira; R$ 2 meia-entrada mediante comprovação, para estudantes; menores de 18 anos; doadores de sangue registrados em hemocentros de Santa Catarina; professores exercendo docência nos níveis infantil, fundamental e médio. Entrada gratuita, mediante comprovação, para professores acompanhando a turma; crianças com idade inferior a 5 anos; pessoas com deficiência; maiores de 60 anos; guias de turismo. Aos domingos, a entrada é gratuita para todos.

Exposição em Florianópolis reúne acervo funerário. Confira imagens da mostra:

Amostra de lápides, comuns nos cemitérios brasileiros - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Amostra de lápides, comuns nos cemitérios brasileiros - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Exposição conta a história da morte e dos cemitérios - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Exposição conta a história da morte e dos cemitérios - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Cruzes feitas em vários materiais, como madeira e mármore - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Cruzes feitas em vários materiais, como madeira e mármore - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Os anjos, que comumente adornam as lápides - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Os anjos, que comumente adornam as lápides - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Tipos de ornamentos que são usados nas sepulturas - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Tipos de ornamentos que são usados nas sepulturas - Carolina Rios/ASCOM FCC/DIVULGAÇÃO/ND

Artes