Filme O Aquário de Antígona será lançado nacionalmente neste sábado em Joinville

Uma mistura de cinema, fotografia e poesia. “O Aquário de Antígona”, novo filme do cineasta e fotógrafo catarinense Alceu Bett, terá sua estreia nacional no sábado (20), às 11h, no GNC Cinemas do Shopping Mueller, em Joinville.

Divulgação/ND

Proposta da película é propor uma fábula moderna e quixotesca, explica o diretor Alceu Bett

O filme retrata uma história fantástica em que um homem interpretado pelo protagonista Severo Cruz, para não morrer é aconselhado por um rei a levar um aquário até o mar. De acordo com Bett, a proposta da película não é criar uma história clássica, mas propor uma fábula moderna e quixotesca que se aproxime o máximo possível do cotidiano das pessoas.

Um cotidiano esse cada vez mais tomado pelo tédio e pelo pior dos males: a corrupção do pensamento. “O filme é uma proposta de um cinema não linear, mas fragmentado. É uma proposta de arte e experimentação para quem assiste o filme e de alguma forma se identifica com a história”, explica.

A produção também é uma homenagem ao Severo, que emociona com passagens reais da sua vida. Com lembranças que são trazidas por ele através da sua sensibilidade despertada ainda cedo e das tentativas frustradas da família em cerceá-las. Uma viagem que demonstra a fragilidade psicológica do personagem, que por vezes vive a fantasia e outrora a realidade. Segundo Bett, o ator merecia esta homenagem, devido ao seu trabalho no cinema catarinense, na música e no teatro. “O Severo é de uma grandiosidade única. Um ator com mais de 30 filmes e ninguém tinha feito nada para ele”, destaca.

No elenco, além de Severo, a atriz e miss Joinville, Amanda Felski, o ator Robson Benta, o escritor e diretor de teatro Borges de Garuva, o ator e cantor inglês Martin Rodrigues Callaghan, o psicanalista Leovanil Stage Filho, a bailarina Meyriane Goncalves e o músico Guappo Sauerbeck.

Entre as locações para as filmagens, merecem destaque as areias brancas da praia da Enseada, o casarão dos Rhinow, com seus altos coqueiros, na cidade de São Francisco do Sul, e as casas de pedra antiga de Nova Veneza, onde em seus devaneios Severo contracena com o Grupo Folclórico Ítalo-Brasileiro Nova Veneza.

Edição para colecionadores

O curta-metragem, que contou com participação do escritor Fernando Karl na construção do roteiro, foi aprovado pelo Mecenato do Simdec 2013 e foi produzido em cinco meses, entre captação e finalização. Ao todo, entre figurantes e equipe técnica, 80 pessoas participaram das rodagens. Na produção executiva, Andréia Oliveira. A fotografia do filme ficou por conta de Amir Sfair Filho e também de Bett.

Quem quiser levar o filme para casa, a produção irá disponibilizar uma edição limitada de 120 unidades de filmes, em latas personalizadas para colecionadores, entusiastas e amantes do cinema. O valor da lata é R$ 20 e a reserva pode ser feita pelo e-mail filmeaquario@gmail.com.

“O Aquário de Antígona” é o segundo filme dirigido pelo cineasta joinvilense. A estreia de Alceu Bett no cinema foi em 2012, com o curta-metragem “As Mortes de Lucana”. Com mais de duas décadas de carreira, Bett também é fotógrafo e há anos registra o Festival de Dança de Joinville. Além disso, fotografou companhias de dança da Europa, entre elas, a da bailarina e coreógrafa alemã Pina Bausch. Outro projeto comandado por ele é a Galeria 33, um espaço cultural em Joinville.

Serviço

O quê: lançamento do filme “O Aquário de Antígona”

Quando: sábado (20), às 11h

Onde: GNC Cinemas do Shopping Mueller

Quanto: gratuita, com reserva antecipada também pelo filmeaquario@gmail.com

Mais conteúdo sobre

Cinema