Início de velório de Belchior em Fortaleza reúne cerca de 1.000 pessoas

IVAN FINOTTI, ENVIADO ESPECIAL

FORTALEZA, CE (FOLHAPRESS) – O corpo de Belchior chegou para o velório no Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza, às 15h01 desta segunda-feira (1º).

Belchior morreu ouvindo ouvindo música clássica, diz delegada

Cerca de 500 pessoas fazem uma ordenada fila e outras 500 se aglomeraram na porta do espaço cultural. O corpo do cantor, morto no domingo (30), em decorrência do rompimento de uma aorta, estava sendo preparado na funerária Ethernus, a algumas quadras de distância dali, após ter chegado do velório em Sobral (CE), cidade natal do compositor, a 232 km de Fortaleza.

No meio da aglomeração, Aristênio Benício, 26, com seu violão estampado com uma foto de Belchior, entoa o clássico “Divina Comédia Humana”, acompanhado por muitos. Entre eles, Francisco Ripardo, 57, que enverga uma camiseta onde se lê: “Volta, Belchior. Eu também tenho medo de aviões do forró.” [referência à banda Aviões do Forró].

“Eu sou de uma época em que a música era boa”, diz Ripardo, que já perdeu viagem de trabalho para ir a um show do ídolo.

Dentro do centro cultural, 30 jornalistas duvidem espaço com alguns familiares, como seu Francisco, um de seus muitos irmãos. “Tem coisa que não se explica”, diz.

Mais conteúdo sobre

Música