Música: por que devo contratar um DJ para a minha festa?

Atualizado

Contratar um DJ para tocar no casamento é ter música do início ao fim da festa sem pausa – Foto: Divulgação/Pixabay

Depois da valsa dos noivos e das coreografias dos padrinhos e madrinhas que, diga-se de passagem virou moda nas festas de casamentos, o que dá o ritmo para a festa é a música. É o momento em que a galera se joga na pista para curtir e dançar sem nenhuma vergonha e celebrar com os noivos o momento mais esperado. Por isso, saiba quais são os motivos para você contratar o dono das pickups que vai ditar a energia do evento: 

Rei do segredinho

Não pense que basta colocar qualquer som para que os convidados saiam dançando. O DJ, além de tocar músicas previamente selecionadas com os noivos, também tem a liberdade de sentir o que a galera se joga mais e, claro, usar de toda a competência e domínio no assunto para dar um brilho nas batidas.

Sem tempo, irmão

Depois que entrou em cena, o DJ toca até o final do tempo combinado sem parar para descanso. Nenhuma frase para ele faz mais sentido do que a do “sem tempo, irmão”. É do início ao fim da festa indo das músicas clássicas ao funk e deixando a galera à vontade. Aqui quem decide se para o não é a turma da pista, ao menos para descansar os pés por uns minutos. 

DJ? É tudo o que mais quero!

Apesar de que nem todos usam o contrato para formalizar a prestação do serviço, existem profissionais que se garantem desse documento para que ele e os noivos tenham tudo alinhado ao que foi combinado. Se você não conhece nenhum DJ, procure por produtoras que, dentro dos serviços oferecidos, atendem esse segmento. 

 

Mais conteúdo sobre

Música