“Nas Curvas da Estrada” narra trajetória de três mulheres motoristas

Atualizado

De acordo com a Prefeitura de Florianópolis em 2016, 631 táxis atuavam na Capital. Entre eles está o de número 0528, dirigido por Soraya. Maria Delaide, a Preta, desce a Cordilheira dos Andes no Chile para entregar caminhões. Quando volta ao solo nacional, incentiva colegas a seguirem sua profissão. Em Guarujá do Sul, Ivone, mais conhecida por Loine, dirige um ônibus escolar da prefeitura. A ligação entre essas três mulheres, além da profissão de motorista, é o documentário “Nas curvas da estrada”, que conta suas trajetórias. A pré-estreia do longa dirigido por Viviane Mayumi será feita no próximo sábado (16) na sala de cinema do CIC (Centro Integrado de Cultural), em parceira com o Cineclube do curso de Cinema da Unisul (Universidade do Sul de Santa Catarina), às 20h.

O documentário “Nas Curvas da Estradas” conta a história de Ivone Rocateli (ao alto), Soraya Teles Vieira (centro) e Maria Delaide Zanatta (acima) – Divulgação/ND

O documentário “Nas Curvas da Estrada” é do gênero de estrada, favorito de Mayumi pela possibilidade de criação de alegorias sociais e de ideias. Em 2013, no projeto de artes visuais “Siga em Frente”, feito em parceria com Marina Watson-Wood, a diretora já havia experimentado um roteiro dentro deste estilo. O novo trabalho foi filmado em dez dias por uma equipe de filmagem totalmente feminina. Na produção completa, 80% da equipe é formada por mulheres, além de contar com trilha sonora performada pelas cantoras Dandara Manoela e Marissol.

As responsáveis por localizar Soraya, Preta e Loine, foram as documentaristas Adriane Canan e Moara Costenaro. Junto com Mayumi, elas fizeram uma pré-seleção com várias mulheres motoristas, partindo para encontros e conversas por telefone. Muitas delas não tinham noção do seu pioneirismo, destacado por exemplo pela pesquisa “Perfil dos Caminhoneiros 2019” realizada pela  CNT (Confederação Nacional do Transporte). De acordo com o levantamento apenas 0,5% dos motoristas de caminhão são mulheres.

A mesma pesquisa mostra ainda que o número de mulheres caminhoneiras empregadas por empresas é de 0,3%. De acordo com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) 182.376 mulheres têm habilitação em categorias que permitem a direção de caminhões. Esse número representa 6,5% do total de habilitações para esta modalidade. Em Guarujá do Sul, cidade onde Loine dirige um ônibus escolar, apenas uma cidadã tem o registro no Detran que permite realizar este tipo de condução.

Serviço:

O quê: Exibição “Nas Curvas da Estrada”

Quando: 16/3, 20h

Onde: Sala de Cinema do CIC – Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica, Florianópolis

Quanto: Gratuito

Mais conteúdo sobre

Cinema