Pesquisa da FECOMÉRCIO SC traz dados sobre verão 2019

Atualizado

Descobrir o perfil e o comportamento de consumo de quem veio à Santa Catarina no verão foram alguns dos objetivos da pesquisa que a Fecomércio SC desenvolveu sobre o turismo no litoral catarinense na temporada 2019. Com dados apurados em cinco cidades litorâneas -Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba, Laguna e São Francisco do Sul, as informações deste levantamento servem tanto para os empresários do setor como para o governo, que pode planejar políticas públicas e pensar na divulgação do estado, entre outras ações. Notou-se que entre os turistas, os brasileiros ainda são a grande maioria (72%) em relação aos ‘gringos’ (28%) e que os argentinos diminuíram a visitação em nossas praias em relação ao ano passado – em contrapartida, os paraguaios e chilenos descobriram o Estado. Para Flávia Didomenico, presidente da Santur, “é preciso buscar novos mercados. Aqui na América Latina, vemos um aumento considerável de chilenos no nosso estado, o que é muito bom já que eles têm um perfil de consumidores que tem um ticket médio maior, que gastam mais, fortalecendo o turismo local”.
Independente do país, mais de 60% dos entrevistados ainda vem para o litoral catarinense de carro, seguido pelos ônibus (19,9%) e o avião (18,3%). Com esse dado, o governo já sinalizou a importância de investimentos na malha viária estadual e atenção à mobilidade dentro das cidades. “Vemos que a infraestrutura é uma questão bastante importante e o governador (Carlos Moisés) está muito sensível a isso, lançando o pacote de Infraestrutura em todas as regiões do estado’, comenta Flávia.

Turismo em movimento

A Câmara Empresarial de Turismo, criada em 2012 pela Fecomércio SC e idealizada para liderar o setor turístico, tem entre suas medidas tornar o turismo catarinense mais atrativo aos olhos de quem nos visita de dezembro a março. João Eduardo Moritz, presidente da Câmara, destaca a importância em dar visibilidade a todas as atrações que o estado pode oferecer em quatro estações. “Temos que saber colocar o produto na prateleira. Nós temos que oferecê-lo antes que ele seja procurado, temos que vendê-lo”. Para a Câmara, a transformação da Santur em uma agência auxiliaria este processo, já que ela teria mais acesso e facilidade para operar e dar continuidade ao trabalho iniciado com o Turismo Catarinense em Movimento, iniciativa para desenvolver as doze regiões turísticas do estado.

Turismo internacional

O Senac é parceiro no projeto Turismo Catarinense em Movimento e auxilia no desenvolvimento do setor através dos programas de qualificação nas áreas de varejo, educação, saúde e o próprio turismo. Entre os projetos desenvolvidos para o segmento estão as viagens internacionais – as Missões Empresariais. A próxima será em maio para Orlando, na Flórida.
“Essa missão de benchmarking tem o objetivo de mostrar como funcionam as práticas que promovem o turismo, com a retenção e promoção de produtos e serviços”, explica Luiz Fernando Albalustro, analista de projetos SENAC/SC, que coordena a ida de um grupo catarinense aos EUA. Serão 25 locais a serem visitados em quatro dias de imersão para tentar entender como funciona essa gestão focada no turismo associativista, sustentável, inclusivo e criativo.

Mais conteúdo sobre

Sistema Fecomércio SC