Primeiro longa-metragem queniano tem première em cinema do Sul da Ilha

Atualizado

O primeiro longa-metragem queniano a ser exibido no Festival de Cannes, “Rafiki” será exibido numa première especial no Cinemulti, em Florianópolis. Nesta quinta-feira (8), acontece a exibição do filme às 20h e em seguida será realizada um debate e um pocket show com a cantora Dandara Manoela, uma das vozes potentes do movimento afro-feminista. Os ingressos para o evento (R$ 50 inteira e R$ 25 meia entrada) já estão à venda na bilheteria.

O filme acompanha Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva), duas garotas que vivem em um conjunto habitacional em Nairobi e ousam desafiar o status quo – Divulgação/ND

Inspirado no conto “Jambula Tree”, da premiada escritora ugandense Monica Arac Nyeko, “Rafiki” – que significa “amigo” em suaíli – conta a história de amizade e amor entre duas jovens mulheres que vivem no Quênia, um país que ainda criminaliza a homossexualidade.

O segundo longa-metragem da diretora Wanuri Kahiu, acompanha Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva), duas garotas que vivem em um agitado conjunto habitacional em Nairobi e ousam desafiar o status quo. A paixão das meninas, que são filhas de políticos locais, é intensa, quase instantânea e proibida.

Por se tratar de uma temática LGBTQ, o governo do país alegou que o filme “promovia o lesbianismo” e proibiu a exibição do mesmo.  O Quênia tem uma legislação extremamente conservadora em relação aos direitos dos homossexuais.

Serviço:

O quê: Exibição de “Rafiki”, debate e pocket show de Dandara Manoela

Quando: 8/8, 20h

Onde: Rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga, 3339 – loja c10 – Rio Tavares

Quanto: R$ 50/R$ 25

Mais conteúdo sobre

Cinema