Rapper americano confessa que mandou matar rival

Atualizado

O rapper americano Daniel Hernandez, mais conhecido como Tekashi 6ix9ine, se envolveu em uma nova polêmica após ser preso. Em depoimento prestado à polícia, ele afirmou ter encomendado o assassinato de um rapper rival em 2018. As informações são da revista NME.

O rapper Tekashi 6i9ine confessou ter participado de crimes que incluem extorsão, uso de arma de fogo e tráfico de drogas – Reprodução/Instagram

Em julho de 2018, o rapper Chief Keith foi atacado a tiros enquanto saía de um hotel na Times Square, em Nova Iorque. Chief, de 24 anos, acabou sobrevivendo ao ataque.

Para realizar a ação, 6ix9ine contratou um assassino de aluguel por US$ 20 mil. O valor teria sido reduzido para US$ 10 mil após o rapper descobrir que o homem contratado tinha pouca experiência, tendo atirado em uma pessoa apenas uma vez e sem que a pessoa acabasse atingida.

Leia também

O depoimento de 6ix9ine à polícia faz parte de um acordo de delação. O músico está testemunhando contra uma gangue a qual ele era integrante e que o acusa de ter forjado seu próprio sequestro em 2016 como estratégia para promover o lançamento de seu álbum.

6ix9ine confessou ser culpado em nove acusações que incluem extorsão, uso de arma de fogo e tráfico de drogas. O julgamento do rapper deve acontecer em janeiro de 2020 e expectativa é que ele seja condenado a até 47 anos de prisão.

Mais conteúdo sobre

Música