Reality “Made in Japão” agita as noites de sábado com gincana maluca na tela da Record TV

Atualizado

A partir deste fim de semana em novo horário, o reality Made in Japão volta à tela da Record TV em versão dinâmica que destrincha, com muita cena inédita até a final, tensões, alianças e intrigas entre celebridades que disputam uma divertida gincana fora do comum!

Programa “Made in Japan” reestreia na programação da Record TV nas noites de sábado – Foto: Antonio Chahestian/Record TV

Vai ao ar sempre aos sábados, às 22h30, com apresentação de Sabrina Sato e os pitorescos anfitriões nipônicos Yoshi e Mr. Fu. O anúncio de quem leva o prêmio de R$ 500 mil está marcado para 27/06 e é a única etapa ainda não gravada da atração, que confinou seus participantes por 25 dias.

Assim, são postulantes ao pódio os atores Sérgio Hondjakoff e Gui Santana; os modelos e ícones da virada do século Luiza Ambiel e Flávio Mendonça; os atletas Richarlyson e Maurren Maggi, as influenciadoras digitais Babi Muniz e Silvana Oliveira; a passista Quitéria Chagas e o veterano em realities Dhomini, ex-namorado de Sabrina Sato.

Todos eles mergulham de cabeça na proposta do reality que, nesta nova versão, dá visibilidade ampliada aos bastidores das provas e seus inevitáveis conflitos motivados pela competitividade e pelas diferenças entre os integrantes.

Aliados, desafetos e novos grupos se formam ao longo da experiência do jogo, que revela aos oponentes dificuldades além dos complexos desafios físicos: Maurren Maggi e Luiza Ambiel são as primeiras a se estranhar.

“O elenco é formado por pessoas totalmente diferentes, com histórias distintas. A convivência ali não é fácil, e todos levam a competição bem a sério. Ao mesmo tempo, todos também se divertem muito juntos, como eu mesma me diverti ao lado deles”, comenta Sabrina.

Versão brasileira do “Big in Japan”, formato nada convencional importado da “terra do sol nascente”, o Made in Japão é exclusividade da Record TV. Até então inédito no Brasil, o reality coloca famosos em provas bizarras que exigem estratégia, sorte ou habilidade, ao mesmo tempo em que têm de lidar com a pressão da convivência e da rivalidade com os colegas, com quem ficam confinados por quase um mês. No período, o grupo compartilha um ambiente de três cômodos, dorme em camas-cápsulas e se submete a rígidas regras ligadas às tradições japonesas.

Tudo novo de novo

No atual horário (sábados, às 22h30), a competição é recuperada desde o início e se estende com cenas inéditas até o desfecho. Para se adequar à proposta, o semanal passa a ter seis episódios com duração de 110 minutos cada. As provas da gincana tendem a ser exibidas de forma mais ágil, enquanto a interação entre os candidatos passa a ser valorizada ao longo do programa.

Dinâmica, provas e racha

A cada episódio, quatro provas (duas de times, outras de duelos) testam participantes e geram pontuações individuais. Quem vence desafios obtém vantagem no jogo e recompensas, enquanto quem perde enfrenta castigos, todas essas atividades inspiradas nos costumes japoneses. Em um primeiro momento não há eliminação, mas, sim, acúmulo de pontos. Recursos diferenciados são lançados, ainda, para agitar e virar o jogo!

Nesta primeira edição, dois grupos são formados: o Ninja e o Samurai. Com cinco competidores cada, ambos se empenham para alcançar a vitória.

Com os ânimos exaltados, uma primeira rivalidade surge entre Luiza Ambiel e Maurren Maggi, atleta que repreende a colega por ter usado muita força contra ela durante uma atividade. As duas logo angariam apoiadores em defesa própria, estremecendo relações dentro da casa.

As provas desta semana são as seguintes:

Prova de times 1: competidores se vestem de rato e, com venda nos olhos, pegam garrafas de leite que caem de uma grande esteira. Com o líquido, preenchem um recipiente.

Prova de duelos 1: sobre uma superfície escorregadia, duplas vestidas como lutadores de sumô medem força. O primeiro de cada par a ser derrubado da plataforma perde a disputa.

Prova de times 2: competidores com martelo de plástico e outros recursos tentam impedir que membros da equipe adversária acertem um alvo com bolinhas arremessadas pela boca.

Prova de duelos 2: oponentes superam um circuito com obstáculos para transportar bexigas.

Elenco da atração – Perfis

Competidores por times

Grupos que não têm medo (nem vergonha) de encarar esse desafio

Equipe Samurai

Gui Santana – 33 anos, ator, comediante e apresentador.

Richarlyson – 37 anos, ex-jogador de futebol e treinador de vôlei.

Luiza Ambiel – 47 anos, atriz, empresária, youtuber e eterna musa da banheira do Gugu.

Sérgio Hondjakoff – 35 anos, ator, funkeiro e intérprete do personagem Cabeção, de 2000.

Quitéria Chagas – 39 anos, atriz, modelo, passista e dançarina.

Equipe Ninja

Dhomini – 47 anos, vencedor de reality, palestrante e ex-namorado de Sabrina Sato.

Flávio Mendonça – 41 anos, modelo e corretor de imóveis; com o irmão gêmeo, Gustavo, foi ícone da TV na virada do século.

Silvana Oliveira – 45 anos, empresária, influenciadora digital e mãe da cantora Ludmilla.

Maurren Maggi – 43 anos, campeã olímpica de salto em distância e comentarista esportiva.

Babi Muniz – 30 anos, modelo, blogueira e ex-panicat.

Apresentadores japoneses

Yoshi e Mr. Fu

A irreverente dupla japonesa roda o mundo com o original “Big in Japan” (já exibido em países como Noruega, Dinamarca, Grécia, Portugal e Estados Unidos). Suas performances são excêntricas, populares e ricas em linguagem corporal.

TV