Crianças com autismo ganham aula de estimulação aquática da PMF

Projeto de estimulação aquática proporciona desenvolvimento social e psicomotor para quem possui autismo

Crianças com autismo irão ganhar duas aulas semanais de estimulação aquática, através do projeto pioneiro da PMF (Prefeitura Municipal de Florianópolis).

A atividade auxilia no desenvolvimento de crianças com este tipo de transtorno, além de gerar desenvolvimento social, psicomotor, a autonomia e qualidade de vida.

A Piscina Pública foi reformada e inaugurada em 2019, após uma década em que ficou abandonada – Foto: Divulgação/PMF/NDA Piscina Pública foi reformada e inaugurada em 2019, após uma década em que ficou abandonada – Foto: Divulgação/PMF/ND

Para os autistas, a terapia aquática fornece estimulação sensorial permite que a criança diminua o estresse, organize o comportamento, alcance o estado de relaxamento e melhore a relação com o ambiente.

“O avanço social que conseguimos com a revitalização da piscina pública é inimaginável. Sem dúvida essa integração entre crianças e jovens de diversos bairros é o melhor caminho para um futuro digno”, ressalta o secretário Municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Ed Pereira.

A intervenção terapêutica na água incentiva o desenvolvimento da coordenação motora, melhora o tônus muscular, o equilíbrio, e favorece o desenvolvimento de habilidades motoras.

As aulas ocorrerão às terças e quintas, das 13h às 15h, na Piscina Pública da Passarela Nego Quirido. Serão quatro turmas de cinco alunos e professores especializados, em conjunto com familiares ou responsáveis das crianças.

A Piscina Pública foi reformada e inaugurada em 2019, após uma década em que ficou abandonada. A nova estrutura conta com cobertura, isolamento térmico e acústico, revestimento com Blindex nas laterais e quatro bombas de climatização para o aquecimento da água.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Esportes Aquáticos