Acusado de estupro, Neymar usa Instagram para se defender: “Armadilha!”

Neymar veio a público, por meio de seu perfil no Instagram, para se defender da acusação de estupro. O principal jogador da Seleção Brasileira disse ter caído numa “armadilha”. Ele confirmou a relação, no entanto disse ter sido “consensual”.

Neymar usa o Instagram para se defender da acusação de estupro – Instagram

“Estou sendo acusado de estupro. É, é uma palavra pesada, uma coisa muito forte, mas é o que está acontecendo no momento. Fui pego de surpresa. Foi muito ruim e triste escutar isso. Quem me conhece sabe do meu caráter e da minha índole sabe que jamais faria uma coisa desse tipo”, disse o jogador.

A denúncia veio à tona neste sábado (01/06). Uma mulher, que teve sua identidade preservada, registrou um boletim de ocorrência acusando o jogador do Paris Saint-Germain. O caso aconteceu em Paris, em 15 de maio último. O local foi um hotel de luxo da cidade.

Leia também

Mulher registra Boletim de Ocorrência e acusa Neymar de estupro

Pai de Neymar diz que filho caiu em armadilha e aponta extorsão

No documento, a vítima relata que conheceu o jogador pelo Instagram. Após trocas de mensagens, foi convidada para ir até Paris para um encontro. Um assessor do atacante, que a moça chamou de “Gallo”, cuidou dos detalhes do encontro. Ele passou os dados da passagem aérea e de hospedagem em Paris.

“Mediante violência”

O B.O. indica que a mulher viajou em 14 de maio. No dia seguinte, chegou à capital francesa, se hospedando no hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe. Neymar chegou por volta de 20h ao hotel, “aparentemente embriagado”. Após conversarem e trocarem carícias, o jogador se tornou agressivo. Em seguida,  “mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima”.

A mulher deixou a França no dia 17 de maio e explicou que, por estar abalada emocionalmente, não quis registrar o B.O. em outro país e optou por fazer em São Paulo, onde vive. O documento foi registrado na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, e um inquérito foi aberto pela delegada Juliana Lopes Bussacos.

Futebol