Alberto Valentim deve confirmar sua saída do Avaí nesta sexta-feira

Atualizado

E o mistério segue no Sul da Ilha. Alberto Valentim chegou à entrevista coletiva pós-jogo e, de antemão, avisou que qualquer decisão sobre sua saída ficaria para a manhã seguinte, nessa sexta-feira (10).

Ricardo, do Avaí, em disputa com Ribamar, do Vasco; empate sem gols na Ressacada. Eduardo Valente/Framephoto/Estadão Conteúdo

Após o empate sem gols com o Vasco da Gama, o técnico lamentou a partir de um sentimento de que o time poderia ter saído com um resultado positivo. Valentim questionou a participação do árbitro da partida, o paranaense Paulo Roberto Alves Júnior que, em seu entendimento, “irritou” jogadores e torcida.

Leia mais

Mesmo alertando sobre qualquer decisão de desligamento do Avaí, o treinador azurra foi insistentemente questionado sobre a proposta do Botafogo. Em todas as vezes, desconversou:

“Amanhã pela manhã eu vou conversar com o presidente Francisco Battistotti sobre a proposta do Botafogo. É isso”, limitou-se.

A reportagem do Grupo RIC insistiu com o técnico que, mais uma vez, desconversou e tratou como “coincidência” o fato de ter ido ao Rio de Janeiro na noite de terça-feira.

“Eu fui para um compromisso que estava marcado há mais de dois meses, foi uma coincidência”, resumiu o comandante.

A grande decisão, ao final das contas, fica para esta sexta-feira.

Vinícius Eutrópio

Ao passo que a saída do ainda atual técnico é um impasse, nomes já começaram a pipocar no Sul da Ilha. Quem esteve no estádio da Ressacada e acompanhou o empate entre Avaí e Vasco foi Vinícius Eutrópio.

Sua presença, de acordo com informações colhidas nos bastidores, é apenas uma coincidência. O principal nome para substituir Valentim, se confirmada a saída, está em Evando Caminatto que comanda o time sub-23 que é vice-líder na Copa SC.

Futebol