Conteúdo por Gazeta Esportiva

Alex Sandro e Everton driblam falta de entrosamento na Seleção

Com Filipe Luís praticamente descartado da final da Copa América, Alex Sandro deve ser o titular da Seleção Brasileira domingo, contra o Peru. Diante Paraguai e Argentina, o lateral esquerdo entrou e agradou. Até mesmo a falta de entrosamento com Everton, atacante que faz a dobradinha pela esquerda da Seleção, não tem sido problema.

“Cada jogador tem sua característica. Não posso dizer que eu jogo igual ao Filipe ou que ele joga igual a mim. Não é tão difícil jogar com o Everton. Não é tão difícil jogar com um jogador que tem tantas qualidades e virtudes. Estamos entrosados. Independentemente se joga eu ou o Filipe, isso se torna um ponto fácil”, comentou Alex Sandro nessa quinta, no Rio de Janeiro.

Alex Sandro irá para o seu terceiro jogo seguido como titular da Seleção Brasileira (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

“São jogadores até que bem parecidos. Não muda muita coisa, talvez o entrosamento poderia se o ponto principal. São características parecidas, dois atletas que defendem muito bem e é difícil hoje em dia no futebol moderno os laterais defenderem tão bem e atacar com uma efetividade muito grande. São características parecidas, talvez a diferença seja mais o fato do entrosamento”, completou Everton.

O jogador da Juventus-ITA manteve a solidez do sistema defensivo brasileiro, que até agora não tomou nenhum gol na competição continental.

“Não só o Alisson, mas a fase defensiva. Não só a defensiva, como a ofensiva está ajudando a defensiva. Hoje se vê uma Seleção Brasileira bem compacta, na fase ofensiva e defensiva. Todos estão fazendo um ótimo trabalho”, concluiu.

Copa América