Conteúdo por Gazeta Esportiva

Alison compara Jesualdo e Sampaoli e explica diferença dos treinadores

O Santos está próximo de estrear na temporada 2020. Na quinta-feira, o Peixe encara o RB Bragantino na Vila Belmiro no primeiro jogo de Jesualdo Ferreira como treinador do Santos. Jogador mais experiente do atual elenco, o volante Alison concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira e comparou o trabalho do português com o do ex-técnico Jorge Sampaoli.

“Taticamente eles são bem parecidos, a diferença maior é nesse fator da gente poder recompor um pouco melhor defensivamente. De quando for atacar já estar pensando em defender, ter um número de jogadores suficientes para não tomar contra-ataque. Tivemos poucos dias para nos preparar, então a ideia é melhorar todo dia”, explicou o volante.

Alison traçou um paralelo entre Sampaoli e Jesualdo

Jesualdo foi anunciado no dia 24 de dezembro e iniciou seu ciclo no Alvinegro no último dia 8, duas semanas antes da estreia no Campeonato Paulista. “Nossa ideia é dar continuidade ao que foi feito em 2019, que foi muito bom, com algumas mudanças táticas, técnicas que o Jesualdo quer”, continuou.

Tanto com Sampaoli quanto com Jesualdo, a palavra mais destacada por Alison vem sendo posicionamento. “O Sampaoli foi um técnico que ajudou muito no meu crescimento como jogador, muito nesse quesito de saída de bola, só mas mais do que isso. Ele cobrava muito a questão do posicionamento, da gente ter um bom posicionamento”, disse.

“Com Jesualdo nesse começo o que dá para perceber é isso também. Ele cobra muito isso, quando estamos atacando temos que estar posicionados para defender e quando a gente estiver defendendo, temos que estar posicionados para atacar”, concluiu.

Conversa com o professsor

Na última semana, Alison e Jobson tiveram uma conversa reservada com Jesualdo no CT Rei Pelé. As duas peças terminaram 2019 como opções para vaga de Diego Pituca, ou para jogar ao seu lado em um esquema com dois volantes.

“Essa conversa foi muito rápida. Fez um elogio a nós dois, e como falei, focou mais nessa questão do posicionamento. Está tentando corrigir isso, sempre nos treinamentos que ele vê algo que não está correto ele para o treinamento, conversa com a gente. Isso é ótimo, não só para mim, para todos, porque nós estamos sempre querendo melhorar”, concluiu.

Futebol