Conteúdo por Gazeta Esportiva

Amanda Nunes passa por Spencer, mantém cinturão no UFC e faz história

Atualizado

Foto: Reprodução/ UFC

Na madrugada deste domingo, Amanda Nunes não teve problemas para derrotar a canadense Felicia Spencer por decisão unânime (50-44, 50-44 e 50-45) e manteve seu cinturão dos pesos-pena (até 60kg) no UFC 250.

Com a vitória em Las Vegas, a brasileira se tornou a primeira contratada do UFC a defender dois cinturões de forma simultânea. A soteropolitana vinha de cinco defesas de título do peso-galo (até 61,2kg), com direito ao triunfo sobre Cris Cyborg por nocaute no primeiro round.

Amanda não deu chances para canadense, desde o primeiro round se impondo nas trocações e aplicando bons golpes no chão. Spencer sofreu já nos minutos iniciais e saiu do primeiro combate com o rosto ensanguentado. Apesar de resistir até o final, Felicia não conseguiu agredir muito Leoa de Salvador. A estratégia de uma luta próxima da adversária surtiu efeito para a brasileira, que acabou vencedora por decisão unânime dos juízes.

Ao fim, depois de ser declarada campeã, Amanda simbolicamente fez a “entrega” de um cinturão parabenizou a adversária.

A Leoa não escondeu sua felicidade e revelou que queria manter a luta pelos cinco rounds para provar seu valor.

“Meu objetivo era defender os dois cinturões, estou muito feliz. Eu queria lutar os cinco rounds, foi muito importante porque muita gente dizia que eu não conseguiria lutar os cinco rounds, mas esta noite lutei cinco rounds com uma das mulheres mais duras. E não estou cansada”, contou.

Mais Esportes