Conteúdo por Gazeta Esportiva

Andrés banca Carille no Corinthians e diz que plano é ser campeão Brasileiro

Assim como depois da derrota para o Independiente del Valle na quarta-feira da semana passada, Andrés Sanchez voltou a ser questionado depois da eliminação do Corinthians na Copa Sul-Americana sobre a permanência ou não de Fábio Carille no comando da equipe profissional.

“Vocês reclamam quando tira treinador, agora ficam perguntando se treinador vai sair. O treinador continua o Carille, ele vai ficar aqui até o final do ano que vem, isso se ele não quiser sair antes, depende dele. Errar é do jogo, é jogador, treinador, diretoria, todo mundo tem sua parte de culpa. Fizemos um jogo catastrófico na Arena e pagamos caro”, afirmou o presidente do Corinthians, na zona mista do Estádio Olímpico, em Quito, onde o alvinegro ficou no empate com os donos da casa.

“Perdemos no primeiro jogo. Fomos muito mal e ficou difícil de recuperar aqui. Aqui é difícil jogar, campo muito duro, muito fofo, muito não sei o quê, mas lutamos. E o que importa é que lutou, correu, eles tiveram sorte em dois lances e fizeram dois gols”, completou.

Andrés também admitiu que as palavras Carille na coletiva de imprensa concedida na Arena, há uma semana, não foram as melhores, mas defendeu a união do grupo corintiano.

“Treinador dá entrevista quatro vezes por semana e às vezes sai umas palavras que não é o que ele pensa na hora, mas saiu. Mas está tudo bem, todo mundo junto, torcendo, é que as pessoas às vezes não se conformam em perder e não ter crise. Faz muitos anos que não tem mais isso”.

Por fim, o mandatário avisou qual é o planejamento do Corinthians de agora em diante.

“Ser campeão brasileiro, todo mundo sabe que tem que ser campeão brasileiro. Se não conseguir, tentar ser segundo. Se não conseguir, tentar ser terceiro”, concluiu.

Futebol