Conteúdo por Gazeta Esportiva

Angulo comemora promoção no Palmeiras, mas prega pés no chão

Iván Angulo chegou ao Palmeiras em fevereiro por empréstimo até final do ano, mas se destacou atuando pela equipe sub-20 e em quatro meses fez com que o clube desembolsasse 3 milhões do dólares (quase R$ 12 milhões) ao Envigado, da Colômbia, para acertar sua contratação em definitivo. Além da permanência no Alviverde, o atacante colombiano comemorou no início da semana a promoção ao time principal.

Sem conter a empolgação, o jovem jogador de 20 anos celebrou a presença entre os profissionais, mas pregou pés no chão. “Estou muito contente. Trabalhei muito para isso, é um sonho que virou realidade. É apenas o primeiro dos muitos objetivos que tenho no clube e vou seguir trabalhando para alcançar todos”, disse à TV Palmeiras.

“As coisas aconteceram muito rápido para mim, mas tenho de manter os pés no chão. Estou apenas no começo, não ganhei nada ainda e vou trabalhar para seguir melhorando a cada dia”, completou.

Angulo foi promovido aos profissionais do Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

Jogando pelo sub-20, Angulo atuou em apenas sete partidas, mas marcou três gols, todos pela Copa do Brasil da categoria, competição vencida pelo Verdão. O colombiano, no entanto, não jogou a grande decisão porque estava servindo seu país na disputa do Mundial, na Polônia, onde ajudou os cafeteros a chegarem ás quartas de final ao marcar um gol.

Angulo é o oitavo colombiano a vestir a camisa do Palmeiras. Antes dele apareceram Rincón (1994, 1996-1997), Lozano (1995), Asprilla (1999-2000), Muñoz (2001-2004 e 2006), Pablo Armero (2009-2010), Mina (2016-2017) e Borja (desde 2017).

“Falo para os meus amigos de Envigado que o Palmeiras é um clube muito grande e sensacional em todos os sentidos. Torço e desejo o melhor para que eles um dia cheguem onde estou hoje e é um orgulho servir de exemplo e inspiração para eles”, disse.

“É um orgulho ser mais um colombiano no Palmeiras. Quero escrever meu nome e fazer as mesmas coisas que os meus antecessores fizeram ou até superá-los”, finalizou.

Mais Esportes