Após atraso, Vasco reconhece gramado da Arena Amazônia

Impasse e erro de comunicação fizeram com que atividade começasse com 40 minutos de atraso

Após um impasse, o Vasco conseguiu realizar a atividade para reconhecimento de gramado na Arena da Amazônia, em Manaus, onde vai encarar o Resende nesta quinta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil. O time cruz-maltino chegou a capital amazonense sem local definido para o treino, mas depois foi passado ao clube que o estádio, que será usado na Copa do Mundo, havia sido liberado. Ao chegar ao local, porém, a empresa que cuida do gramado ainda fazia alguns reparos e não liberou a realização da atividade para não haver desgaste, visando o confronto desta quinta-feira.

Enquanto não havia uma resposta final, os jogadores ficaram sentados no banco de reservas. A intenção dos responsáveis pelo gramado era que os jogadores fizessem o treino apenas com tênis, o que não seria possível. Depois de muita discussão, o treino aconteceu e os vascaínos puderem bater bola durante cerca de 15 minutos.

Os jogadores chegaram a se encaminhar para o vestiário e a comissão técnica retirar tudo o aparato, mas depois de tudo resolvido, voltaram a campo.

Operários acompanharam o treino e tiraram muitas fotos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...