Após cuspir sangue em rival, Caio Magalhães é suspenso por seis meses

Brasileiro foi julgado em audiência junto a Comissão Atlética de Nevada, nesta quinta-feira

Sem lutar desde o dia 12 de julho, o brasileiro Caio Magalhães terá de esperar mais um tempo até pisar no octógono outra vez. Nesta quinta-feira, o lutador foi julgado pela Comissão Atlética do Estado de Nevada pela indisciplina em sua derrota para Josh Samman, no The Ultimate Fighter 21 FInale, realizado em Las Vegas (EUA). Caio cuspiu sangue no rival e pela indisciplina acabou suspenso por seis meses, além de ter de pagar 40 horas de serviços comunitários. 

De acordo com o site MMA Fighting, Magalhães pediu inúmeras vezes desculpas à comissão atlética e a Big John McCarthy pelas atitudes “absurdas” as quais se submeteu. Ele chegou a dizer que jantou com o rival logo após a luta e se desculpou. A versão foi negada por Josh no Instagram. Uma das ações comunitárias de Caio será ensinar jiu-jitsu a crianças.

Caio Magalhães soma um cartel de nove vitórias e duas derrotas na carreira no MMA. Antes da derrota por finalização para Josh Samman, o brasileiro vinha em uma sequência de quatro vitórias consecutivas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Esportes

Loading...