Após passagem por Portugal, Nene Bonilha ganha confiança no Fortaleza

Nene Bonilha chegou ao Fortaleza e já é titular da equipe com Rogério Ceni (Divulgação)
Nene Bonilha chegou ao Fortaleza e já é titular da equipe com Rogério Ceni (Divulgação)

No sábado, o Fortaleza confirmou o título simbólico do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro, após golear o Juventude, em Caxias do Sul, por 3 a 0. Um dos destaques da vitória foi o volante Nene Bonilha, recém-contratado pelo clube cearense e, mesmo assim, já se torna peça-chave para o técnico Rogério Ceni.

O camisa 5 do Tricolor teve grande destaque na vitória, com bons passes e desarmes. E com apenas três jogos, ele garante que já se sente em casa no clube, muito pelo apoio do treinador, Rogério Ceni.

– O Rogério é muito inteligente. Está sendo ótimo trabalhar com ele, aprendendo muito. Nos deixa a vontade e procura ajudar ao máximo – comentou, completando com a rápida adaptação ao clube:

– Está sendo boa minha readaptação. Tive uma regularidade boa. Meus companheiros estão me ajudando muito. Estou feliz com o momento do clube minha volta e espero melhorar cada vez mais.

E o namoro com o Fortaleza não é novidade para Nene Bonilha. Contratado no último mês por empréstimo junto ao Vitória de Setúbal, de Portugal, o volante garantiu que recebeu outras sondagens de clubes brasileiros, mas a conversa com o Tricolor já vinha evoluindo.

– Na verdade, estava falando com o Fortaleza desde janeiro. Naquela altura não consegui vir. Teve interesse de outros clubes do Brasil, mas resolvi o Fortaleza e sei que fiz a melhor escolha. Estou feliz, fui bem acolhido por todo mundo. O clube tem toda uma estrutura. Estou bem feliz de estar aqui – contou.

Em 2011, Nene Bonilha chegou para atuar pela base do Corinthians e foi promovido ao principal, onde não teve muitas oportunidades. Ao todo, Bonilha entrou em campo quatro vezes com a camisa do Timão, mas nada que guarde mágoa. Pelo contrário. Para ele, realmente era complicado atuar com tantos jogadores consagrados no elenco.

– Não sei se faltou oportunidades. Faltou estar no lugar certo na hora certa, essa é a verdade. Não tenho mágoa nenhuma do Corinthians e só posso agradecer. Tive prazer a honra de jogar lá. Cheguei lá muito novo. Como era muito jovem e ansioso para jogar, isso pode ter me atrapalhado um pouco. Era um clube grande com muitos jogadores consagrados, mas naquela época era muito difícil jogar, a verdade é essa. Mas tenho muito carinho por eles – afirmou.

Além do Timão, Vitória de Setúbal (POR) e Fortaleza, Nene Bonilha já defendeu as cores Avaí, Osasco Audax, Vila Nova, Rio Claro e do Nacional da Ilha da Madeira (POR).

Mais conteúdo sobre

Esporte