Conteúdo por Gazeta Esportiva

Após polêmica, Santos aguarda fim do contrato de gerente amigo de Sampaoli

Gabriel Andreata não ficará no Santos em 2020 (Ivan Storti/SFC)

O Santos aguarda o fim do contrato de Gabriel Andreata, gerente de futebol indicado pelo ex-técnico Jorge Sampaoli. O vinculo termina em 31 de dezembro.

Dirigentes e funcionários relatam a ajuda de Andreata na negociação de Sampaoli com o Palmeiras em meio ao contrato vigente com o Peixe. Ele nega.

“Não sou e nunca fui representante do Jorge Sampaoli. É preciso ter responsabilidade quando envolve o nome de uma pessoa publicamente. É incompatível com a minha função”, disse.

Uma certeza é a saída do profissional de 40 anos. O carioca não atua mais no dia a dia do Alvinegro e está no Rio de Janeiro, mesmo local onde Jorge Sampaoli passa férias e conversa com o Palmeiras.

O Santos se arrepende de ter aceitado a indicação de Sampaoli e lamenta ter contratado alguém de pouca experiência na função para aumentar a equipe do treinador e se reportar a ele, não à diretoria.

“Sou formado em Marketing e em 2002 apareceu a oportunidade para eu trabalhar no Coronel Bolognesi, do Peru. Lá, comecei como coordenador do time sub-20, fui crescendo e cheguei na gerência de futebol do clube, onde contratei o Sampaoli e trabalhamos juntos por três anos. A partir de 2007 me tornei manager em uma empresa que agencia carreira de atletas internacionais. Também já fiz parte da gestão pública esportiva na Secretaria de Esporte do Estado do Rio de Janeiro”, afirmou Andreata, ao site oficial do Santos quando anunciado.

Sem Paulo Autuori e Gabriel Andreata, o Peixe avalia “reforço” para o departamento de futebol. O atual chefe é William Thomas.

Futebol