Conteúdo por Gazeta Esportiva

Após vaias em SP, Daniel Alves espera “axé diferente” em Salvador

Atualizado

A Seleção Brasileira estreou na Copa América 2019 com vitória por 3 a 0 sobre a Bolívia, na noite desta sexta-feira, no Morumbi. O placar, no entanto, esconde o que foi o primeiro tempo, em que o time visitante segurou o empate, provocando vaias da torcida anfitriã antes e durante o intervalo.

Após a partida, o capitão Daniel Alves falou sobre o que foi solicitado por Tite no vestiário. “Pediu para ter paciência, porque é muito difícil jogar aqui em São Paulo, tem torcedores de clubes, então é sempre mais complicado nesse aspecto”, disse o lateral direito, em entrevista à TV Globo.

“Mas quem joga somos nós. Quem tem que ter paciência, controle emocional e serenidade para ser constante naquilo que a gente propõe, tem que ser a gente. E a resposta no segundo tempo foi essa”, acrescentou.

Aos quatro minutos da etapa final, Phillippe Coutinho converteu pênalti e, enfim, furou a retranca boliviana. Pouco depois, o jogador do Barcelona ampliou de cabeça. Aos 39, Everton chutou forte e marcou um golaço, fechando o placar.

“Eles [os bolivianos] estavam com as linhas muito atrás, e isso dificultava um pouco a nossa circulação. Com os pequenos ajustes que fizemos, abrimos mais espaços, tivemos a personalidade necessária para jogar aqui no Brasil. E no final começaram a aparecer as ocasiões e, consequentemente, os gols e a vitória”, explicou.

Com três pontos ganhos, o Brasil assumiu a liderança do Grupo A da Copa América. Os comandados de Tite voltam a campo na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), contra a Venezuela, na Arena Fonte Nova, em Salvador, Bahia, terra de Daniel Alves.

“Acredito que metade do estádio lá vai ser meu. É sempre uma alegria voltar onde tudo começou, sempre passa um flashback quando piso naquela terrinha, mas sem dúvida nenhuma que o axé lá vai ser diferente”, concluiu.

Copa América