Árbitro de Brasil x Paraguai vai apitar final da Copa América

Atualizado

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) definiu nesta quinta-feira (4) quem será o árbitro da final da Copa América, no próximo domingo. O chileno Roberto Tobar, de 41 anos, é quem vai apitar a partida entre Brasil e Peru, no Maracanã. O engenheiro de computação trabalhou em duas partidas na competição, entre elas o encontro entre Brasil e Paraguai, pelas quartas de final.

Chileno vai comandar final da Copa América no domingo – Conmebol/Divulgação/ND

O árbitro terá o auxílio dos compatriotas Christian Schiemann e Claudio Rios nas bandeiras. O responsável pelo árbitro de vídeo (VAR) será outro chileno, Júlio Bascuñán, que esteve em campo como árbitro principal em outra partida do Brasil nesta competição, o empate por 0 a 0 com a Venezuela, em Salvador, ainda pela fase de grupos.

Além do jogo do Brasil com o Paraguai, Tobar atuou na Copa América na vitória da Colômbia por 2 a 0 sobre a Argentina, na estreia das duas seleções. O chileno é o árbitro mais renomado em seu país e pertence ao quadro da Fifa desde 2011. Entre os principais torneios que atuou, estão a Copa Libertadores e ainda competições organizadas pela própria Fifa, como o Mundial Sub-17.

Tobar se envolveu em episódios polêmicos nos últimos anos. Em partidas da Copa Libertadores e do Campeonato Chileno, foi acusado de ameaçar agredir jogadores. A maior crise da carreira foi em 2012, quando ficou afastado por oito meses pelo envolvimento no “Clube do Pôquer”, esquema em que os árbitros chilenos decidiam pelo jogo de cartas quem apitaria as partidas dos campeonatos locais.

Copa América