Argel deve mexer no JEC

          O Joinville, aparentemente, entraria com a mesma formação para o jogo deste domingo, contra o Figueirense, na Capital. Mas duas opções agradaram o técnico Argel e se apresentaram como boas escolhas para o time titular: Tiago Real e Aldair. O primeiro oferece velocidade à equipe, recompõe o meio para a marcação e aparece bem nas laterais dando suporte a Eduardo e Badé. Ramon não tem estas características, embora seja mais experiente, mais decisivo e com melhor finalização. Como o Figueira deve jogar aberto, a opção por Tiago Real no primeiro tempo parece mais viável, principalmente depois do coletivo, no qual ele teve grande participação. Outro fator pesa contra Ramon: quando começou o jogo, o meia teve atuações inferiores se comparadas aos desempenhos quando foi suplente. No ataque, Alex já viveu fase melhor. Hoje, encontra dificuldades para jogar ao lado de Bruno Rangel. Aldair apareceu bem nos treinos e fez boa dobradinha com o “Cruel” no ano passado, na Série C.

Mais opções

     Com estas modificações, Argel ainda ganhará duas excelentes opções no banco: Ramon e Alex. Particularmente, acredito que a formação com Real e Aldair será a titular do Joinville. Caso contrário, o comandante já teria divulgado o time, como fez em outras ocasiões, depois do coletivo. E Argel sabe que precisará das laterais, onde o Figueirense é mais vulnerável, para vencer o jogo. Com Real e Aldair, ele terá estas alternativas.

Ponto-chave

    Sou até repetitivo neste aspecto, mas voltarei a usar esta teoria na véspera de uma decisão: será fundamental para o Joinville largar na frente do marcador para classificar. A pressão da melhor campanha e o fato de jogar em casa atrapalharão o Figueirense, caso saia atrás no placar.

 – “O Tiago Real é um curinga. Ele me lembra muito o Leonardo (ex-São Paulo, Milan e PSG), que jogava de lateral, volante, meia e até atacante.” Com este elogio do comandante, algum duvida de que Tiago Real será titular de Argel no domingo?

– A teoria do técnico José Neto voltou a funcionar: o Joinville fez grande diferença de pontos no primeiro quarto e matou o jogo contra o Pinheiros-SP nos dez primeiros minutos, quando venceu por 29 a 13. É exatamente a diferença de pontos do placar do jogo: 96 a 80. Novamente cinco jogadores estiveram acima dos dois dígitos na pontuação e Shilton e Kojo brilharam com duplo-duplo. 

– A coluna teve pouco espaço para o futebol amador durante a semana, mas vale lembrar que neste sábado teremos a final da Copa Teté entre Authentic e Real, a partir das 15h, no Aviação.