Autores de quase metade dos gols do Avaí na Série A serão desfalque contra o Cruzeiro

Atualizado

O Avaí marcou cinco gols nesta Série A 2019. Dois autores destes tentos não jogarão contra o Cruzeiro, no próximo domingo, no estádio da Ressacada. O centroavante Daniel Amorim, machucado, e o paraguaio Brizuela, que pediu para voltar ao futebol do seu País.

O primeiro jogou poucos minutos com Alberto Valentim, enquanto Brizuela sequer foi aproveitado no time com a chegada do novo comandante.

Levando em consideração que o gol do Leão diante do Grêmio no empate por 1 a 1 na Ressacada foi contra (anotado por Michel), pode-se dizer que metade do poderio ofensivo do time nessa Série A não joga. Brizuela marcou diante do Atlético-MG na derrota por 2 a 1. Daniel Amorim anotou o seu no jogo com o Vasco – empate por 1 a 1, em São Januário.

Daniel Amorim está fora do jogo contra o Cruzeiro, no domingo, na Ressacada – André Palma Ribeiro/Avaí FC/divulgação

Os outros dois foram marcados por Brenner (derrota em casa por 2 a 1 para o Ceará) e João Paulo (placar de 3 a 1 para o Santos, na Vila Belmiro).

Precisando da vitória e, obviamente, de gols, o time azurra terá que achar outros atletas para irem as redes e computarem o primeiro triunfo do time. Daniel Amorim, cortado da derrota para o Botafogo, foi diagnosticado com uma “pequena lesão muscular” detectada em exame de imagem, de acordo com o médio do clube Luis Fernando Funchal. Deverá ser ausência por, pelo menos, mais duas semanas.

Já o paraguaio Feliciano Brizuela acertou, em comum acordo com o Avaí, sua volta para o futebol do Paraguai. Autor do primeiro gol do Avaí na competição – derrota para o Atlético-MG por 2 a 1 – o atacante perdeu espaço desde a chegada de Alberto Valentim. Ele vinha atuando pelo time sub-23 no brasileiro de aspirantes.

Os números e os problemas do Avaí são incontáveis. O jejum vivido pelo Leão da Ilha é maior ainda. Há quatro meses, pouco mais de 120 dias, o time, então comandado pelo técnico Evando – Geninho nem viajou na ocasião, assim como o grupo principal – comemorara a sua última vitória na temporada contra a Chapecoense,ainda pelo Catarinense, em 7 de abril. De lá para cá foram 16 jogos com sete empates e nove derrotas.

O jogo contra a Raposa ocorre no domingo, 11, às 16h, na Ressacada, válido pela 14ª rodada da competição e, por estarem na zona do rebaixamento.

Futebol