Conteúdo por Gazeta Esportiva

Autuori busca Sampaoli no Santos em 2020: “Não podemos perder essa oportunidade”

Atualizado

Autuori busca permanência de Sampaoli em 2020 (Ivan Storti/SFC)

Paulo Autuori falou pela primeira vez no Santos depois da apresentação, em 22 de julho. O diretor de futebol explicou a reunião com o técnico Jorge Sampaoli e o presidente José Carlos Peres na última segunda-feira, como antecipou a Gazeta Esportiva. 

Autuori diz que o Peixe precisa planejar 2020 na reta final deste ano, sem tantos reforços e com a manutenção da identidade no futebol.

“Eu pedi uma reunião, queria há muito tempo tratar com presidente e Sampaoli. Com a presença do Gabriel (Andreata) também. Definimos as coisas de forma muito clara. Nosso trabalho é pela continuidade, mesmo que não seja característica do futebol. Temos que entender o excelente momento da equipe. É fruto do trabalho dos jogadores e comissão técnica. Protagonismo para mim existem dois: jogadores e torcedores. É o que faz ser a paixão no mundo todo. Reciprocidade é evidente. Isso tem muito a ver com a qualidade do trabalho. Sampaoli está completamente identificado, maneira de propor o jogo tem a ver com o Santos. Temos que pensar em continuidade, aproveitando o resto de ano para organizar. Se contrata 16… Quando se começa temporada, dizem quem contratou mais. Contratar mais não quer dizer contratar bem. Contratar muito significa falta de planejamento anterior”, disse Autuori.

“Momento é favorável, temos tempo para pensar. Equipe está completamente lançada na disputa do título. Algo que talvez ninguém esperasse e é fruto do trabalho. Queremos paz e trabalhamos em cima disso na reunião. Sobre contratações futuras nessa época, Sampaoli está consciente das dificuldades e não vamos falar mais nisso. Falamos, sim, da continuidade e prioridade é planejar em cima do tempo que temos”, completou.

O diretor conta com a continuidade de Sampaoli para “ensinar” indiretamente os outros profissionais, de diferentes categorias, e também do futebol feminino.

“Não quero aparecer, só quero desenvolver trabalho. Não é só contratar, já falei isso. Isso é raso. Futebol precisa ser pensado de maneira única. Que se tenha identidade de jogo. Essa proposta do Sampaoli caiu muito bem com a história do clube, identidade. Temos que institucionalizar e replicar para todo o futebol. Não é fácil, mas mais do que estrutura e infraestrutura, precisamos de ideias. Ideias alinhadas. Sampaoli se posicionou favorável, mas não podemos perder essa oportunidade. Um profissional dessa qualidade não precisa fazer muito mais do que já faz, mas os outros têm muito a absorver. Isso é fundamental, integração do futebol no clube”, concluiu.

Jorge Sampaoli tem contrato com o Santos até dezembro de 2020. O técnico promete ficar neste ano. A continuidade na próxima temporada será avaliada posteriormente.

Mais conteúdo sobre

Futebol