Avaí completa 92 anos e concede medalha Saul de Oliveira a ex-presidente que compôs o hino do Leão

Fundado no dia 1º de setembro de 1923, o Avaí completa 92 anos nesta terça-feira. O presente de aniversário do torcedor avaiano veio antecipado com o chocolate de 3 a 0 sobre o Internacional, no domingo, e a saída da zona de rebaixamento da Série A.

Jamira Furlani/Avaí/Divulgação

Atacante Léo Gamalho participou do jogo contra os sócios mirins e já caiu no gosto da torcida

As comemorações começaram já no sábado, com o tradicional jogo entre o time profissional e os sócios mirins. Ao todo, 92 jovens e crianças tiveram a oportunidade de jogar alguns minutos contra ídolos como Marquinhos, Emerson e o recém-chegado Léo Gamalho, que já caiu nas graças da torcida com quatro gols em dois jogos.  “Fico muito feliz de estar presente em mais um aniversário do clube que amo. Essas comemorações são muito válidas e cria um laço afetivo entre as crianças e o nosso Avaí. Esperamos que daqui saiam muito jogadores identificados com o clube”, disse o ídolo e capitão azurra”, afirmou Marquinhos.

Ainda nesta segunda-feira, foi dada a largada para a 10ª edição da Campanha Sangue Azul, ação de doação de sangue que se estenderá até o dia 4 de setembro no Hemosc. A programação desta terça inclui uma queima de fogos, às 8h, na Ressacada, seguida por um café da manhã para os funcionários, o lançamento do livro “Indomável Leão”, da torcedora Kátia de Paula, às 18h30, e, na sequência, o Conselho Deliberativo irá conceder a Medalha Saul Oliveira – maior reconhecimento do clube – ao ex-presidente do Avaí Fernando Bastos, um dos compositores do hino do Leão.

No dia 11 de setembro, os atletas do elenco profissional fazem a tradicional visita às crianças do Hospital Infantil Joana de Gusmão. A programação oficial segue até o final de setembro com o lançamento da terceira camisa do Avaí, na segunda quinzena do mês e ainda sem data e local definidos.

Mais conteúdo sobre

Esporte